Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ginásio do Ibirapuera sediará a 19ª edição do Brasil Open em 2019

O ginásio do Ibirapuera será o palco do 19º Brasil Open em 2019. O torneio de tênis acontecerá entre os dias 25 de fevereiro e 03 de março.

Verônica Jensen
Mãe, maratonista, colaboradora do Torcedores, amante de esportes, organizadora de eventos esportivos e turismóloga. E o meu dia tem 24h!

Crédito: Divulgação/Brasil Open

Pelo segundo ano consecutivo, o ginásio do Ibirapuera, que faz parte do Complexo Desportivo Constâncio Vaz Guimarães receberá o ATP 250 de tênis, conhecido como Brasil Open.

De 2001 a 2011, o Brasil Open aconteceu na Costa do Sauípe, na Bahia. De 2012 a 2015 a organização optou por realizar no ginásio do Ibirapuera, na capital paulista. O Esporte Clube Pinheiros foi a casa do torneio em 2016 e 2017.

Desde 2018, o evento voltou ao Ibirapuera. O início da venda dos ingressos, assim como os valores, serão divulgados nos próximos dias, de acordo com a organização.

Os participantes do torneio serão conhecidos na próxima terça-feira (15), quando termina o prazo dado pela ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) aos jogadores.

Nomes consagrados do tênis como Gustavo Kuerten, Rafael Nadal, Carlos Moyá, Gael Monfils, David Nalbandian, entre outros, já disputaram o torneio. Rafael Nadal foi o campeão em 2005, quando era realizado na Costa do Sauípe, e em 2013, já em São Paulo.

Gustavo Kuerten também já venceu duas vezes o Brasil Open. Em 2002 e 2004, ambas em quadras baianas.

O uruguaio Pablo Cuevas é o maior vencedor do Brasil Open, foram três títulos consecutivos entre 2015 e 2017.

O atual campeão da chave simples é o italiano Fabio Fognini. Nas duplas, os argentinos Federico Delbonis e Horacio Zeballos conquistaram o título em 2018.

LEIA MAIS: 

Opinião: Dinastia Federer – Nadal no tênis pode estar ameaçada

ESPN transmite com exclusividade o Australian Open a partir deste domingo (13)

Roland Garros: Relembre como foi o torneio, segundo Grand Slam do ano

Retrospectiva 2018: O surpreendente ano de Novak Djokovic

Bellucci joga mal e é eliminado na estreia do Challenger de Montevidéu