DESTAQUE

Artilheiro do Flamengo em Copinha supera depressão com pagode e assina com clube goiano

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Instagram/Reprodução

Ser jogador de futebol é o sonho de diversos jovens Brasil afora. Tudo ia dando certo para Lucas Quintino nesse aspecto. Campeão da Copa São Paulo de Futebol Junior em 2011 com o Flamengo, ele foi o artilheiro da equipe no certame, com cinco gols. Chegou a ter oportunidades na equipe principal no ano seguinte. Uma grave lesão, porém, mudou não só a carreira como a vida do atleta. Ele deu a volta por cima e assinou com o Itumbiara, da primeira divisão goiana – que terá Junior Baiano como técnico.

Sem entrar em campo desde julho de 2016, Lucas Quintino sofreu uma grave lesão no joelho no começo do ano seguinte. À época, ele atuava no Rayong, da Tailândia. Esse, porém, não foi o único problema de saúde pelo qual passou. Por conta da contusão, entrou em depressão, conforme conta ao repórter Juan Andrade, do portal Globoesporte.com. “Muitos jogadores têm passado por isso e eu procurei saber mais a respeito. Tive que me envolver com outras atividades. Até o Nilmar, consagrado, passou por isso”, comenta.

Lucas também desenvolveu alopécia, O mal faz com que grandes quantidades de cabelo caiam. Entre outros motivos, é causado por depressão e stress.

Sem poder atuar, Lucas Quintino se agarrou a outra paixão: a música. Ele se juntou à banda de pagode Colé Nego! como cavaquinista. “Muitos pensaram que eu tinha largado o futebol, mas absolutamente ninguém sabe pelo que você passa. O pagode acabou sendo uma válvula de escape. Ficar longe do esporte foi horrível”, desabafa.

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma das nossas preferidas! #deixemeir @1kilorec

Uma publicação compartilhada por Grupo Colé Nego! 🤙🏾 (@grupocolenego) em

Sua dica para quem passa pelo mesmo problema é ter fé. “Tem que confiar em Deus porque tudo passa. Fiquei muito tempo parado, mas não perdi a esperança. A dificuldade existe para todo mundo”, finaliza.

LEIA MAIS
Técnico ex-Flamengo é demitido de time do RJ depois de duas derrotas em três jogos
Liziero é visto tocando banjo no aniversário de Denílson; veja
Gol de Rondinelli na final do Carioca de 1978 é relembrado no Twitter por torcedores do Flamengo