Marcio Amoroso, ídolo do São Paulo, avalia o seu desempenho nos Estados Unidos

Em junho de 2016, Marcio Amoroso embarcou nos Estados Unidos para vestir a camisa do Boca Raton (EUA), que participa da NPSL (Liga Nacional de Futebol, na sigla em inglês). O brasileiro já disputou algumas partidas oficiais como atacante, mas atualmente desempenha a função de embaixador do clube. Amoroso tem passagens pelo São Paulo, Guarani-SP, Borussia Dortmund (ALE) e entre outras equipes, além de diversas convocações para a seleção brasileira.

Arthur Fernandes
Apaixonado por esportes, Arthur Fernandes nasceu na cidade do Rio de Janeiro e tem 4 anos de experiência em jornalismo esportivo. Em suas horas vagas, Arthur costuma aprender novos idiomas para melhorar a sua comunicação. Além disso, o mesmo é torcedor fanático do Orlando City (futebol) e do SESC RJ (vôlei).

Crédito: (Divulgação / Boca Raton FC)

Dentro de campo, em julho de 2016, Marcio estreou na partida entre Boca Raton (EUA) e Hurricanes (EUA) pela APSL Championship (Campeonato Americano de Futebol, na sigla em inglês). Inclusive, o atacante conseguiu conquistar o título deste torneio em 2016, quando o time derrotou o Uruguay Kendall (EUA) na final por 2 a 1.

“Sempre que você entra em campo é uma grande responsabilidade. O convite foi feito através de uma amizade em comum entre eu e o Douglas, que é o presidente do Boca Raton. Logo, eu aceitei o convite. A iniciativa se deu por conta do interesse de internacionalizar a marca, portanto, aceitei para poder fazer o Boca mais conhecido. As ligas americanas estão se descobrindo. Acredito que a MLS vai abrir muitas portas para investimentos nas ligas inferiores. Estamos trabalhando nos bastidores para poder melhorar cada vez mais a estrutura do Boca Raton, logo, estamos trazendo profissionais capacitados para treinar e orientar os atletas”, disse Marcio Amoroso ao “Torcedores”.

Em janeiro de 2017, o clube norte-americano recebeu o São Paulo na Flórida para disputar um amistoso. Um grande marco para a história do clube. Além disso, em abril daquele mesmo ano, o clube realizou o seu primeiro camp no Brasil com a participação de Amoroso, Amaral, Luizão e Aloisio.

“Gostaria de participar mais ativamente. Infelizmente, meus trabalhos e compromissos familiares me impedem de estar morando em Miami. O amistoso contra o São Paulo foi um grande feito para o clube, já que minha amizade com o Rogério Ceni, que na época era treinador do time, e minha passagem vitoriosa pelo clube paulista facilitaram as negociações para a realização desse jogo. Em 2019, estamos à procura um bom investidor para que possamos trabalhar juntos com a internacionalização de atletas, tanto para estudar quanto para jogar. Aqui as coisas melhoraram e crescem naturalmente, pois se trata de um clube com muita força na mídia, crescimento e estrutura para trabalhar”, comentou o embaixador.

O atacante tem uma carreira brilhante no mundo do futebol. Sem dúvidas, não podemos esquecer dos títulos conquistados pelo atleta. Afinal, alguns títulos foram muito importantes, como a Libertadores e o Mundial de Clubes pelo São Paulo em 2005. Foram títulos que entraram para a historia da equipe brasileira. Vale lembrar que o mesmo também conquistou o titulo do Campeonato Alemão em 2002. Amoroso não economizou elogios aos clubes por qual já vestiu a camisa.

“Sou grato ao Guarani, pois comecei minha carreira. Ali também tenho essa chancela pelo que eu represento ao clube. Também participo de eventos pelo Borussia, onde também sou embaixador do clube alemão em jogos pelo mundo. Agradeço ao Douglas Heizer pela oportunidade de representar a marca do Boca Raton nos Estados Unidos e no exterior”, finalizou Marcio Amoroso em entrevista ao “Torcedores”.

LEIA MAIS: Ex-goleiro do Bahia está de volta ao Brasil em busca de novos desafios