Lutas

Mesmo com derrota, Cris Cyborg terá bolsa do UFC 232 maior do que Amanda Nunes

Publicado às

Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Reprodução

Cris Cyborg viu uma longa invencibilidade e seu cinturão peso-pena do UFC cair nas mãos de Amanda Nunes no último final de semana, no UFC 232. No entanto, apesar da derrota, a brasileira terá pelo menos na bolsa algo a ‘ganhar’ da compatriota.

Segundo os valores das bolsas anunciados pela Comissão Atlética do Estado da Califórnia (CSAC) e publicados pelo Combate, Cyborg receberá US$ 500 mil (R$ 1,94 milhão) pela participação no card do último final de semana. Amanda, por sua vez, receberá US$ 350 mil (R$ 1,35 milhão) de bolsa pela vitória em cima da paranaense.

A curitibana se iguala aos astros da luta principal do UFC 232, Jon Jones e Alexander Gustafsson, em questão de bolsa. Ambos tiveram bolsa divulgada pela CSAC em US$ 500 mil. O trio liderou em valores ganhos no evento do último sábado em Inglewood. E para a ex-campeã dos penas, os 51 segundos de luta lhe trouxeram uma estatística bastante curiosa.

Cada segundo da luta renderia a Cyborg US$ 9.804 (R$ 37.980) na divisão dos valores pelo tempo do duelo. Já Amanda, por cada segundo de sua vitória, ganhou US$ 6.863 (R$ 26.587) no combate do sábado.

O veterano Andrei Arlovski também recebeu um bom valor por sua luta contra Walt Harris, cerca de US$ 300 mil. O outro brasileiro presente ao UFC 232, Douglas D’Silva, teve valores bem menores por sua luta contra Petr Yan, com bolsa de US$ 21 mil.

LEIA MAIS

No Ano Novo, Conor McGregor vira ‘professor’ de artes marciais do filho

Chefe da ATT, Conan Silveira celebra novo cinturão de Amanda Nunes

(Crédito da foto: Reprodução)