Rafael Nadal após derrota: “Estas duas semanas não poderiam ter sido melhores para mim”

Rafael Nadal foi derrotado por Novak Djokovic por 3 sets a 0 na final do Australian Open neste domingo (27). Apesar de não ter conquistado seu 18º título de Grand Slam, o espanhol comemora.

Paula Rühling
Jornalista formada pela Universidade Federal de Mato Grosso, apaixonada por esportes. Ex atleta de natação e típica jogadora de tênis de final de semana. Objetivo de vida: nunca deixar de contar boas histórias.

Crédito: Divulgação / Australian Open

A noite de domingo não foi como esperada para Rafael Nadal. O tenista número dois do mundo vinha de sólidas vitórias no Australian Open. Jogando ofensivamente, Nadal derrotou seis oponentes, mas resolveu mudar a estratégia na final contra um oponente mais forte, Novak Djokovic. Após cinco meses sem jogar, o espanhol acreditou que ficar na defensiva seria a melhor escolha.

“Joguei tênis fantástico durante as duas semanas, é verdade, mas não sofri muito durante essas semanas. Cinco meses sem competir, tendo esse grande desafio na minha frente, eu precisava de mais. (…) Joguei contra um adversário que hoje foi melhor do que eu.”

Para Nadal, a ofensividade de Novak foi o que provocou os erros dele na partida. Apesar de elogiar o desempenho do sérvio, o jogador número dois do mundo não quis exaltar a vitória do adversário como uma desculpa para sua derrota.

“A única coisa que provavelmente preciso é de tempo e mais jogos. Claro, ele jogou melhor do que provavelmente jogou durante o resto do torneio. Ele provavelmente jogou a melhor partida até agora. (…) Era inacreditável o jeito que ele atacava, sem dúvida sobre isso. Mas ao mesmo tempo é provável que, fisicamente, não fui capaz.”

Nadal perdeu o jogo por 6-3, 6-2 e 6-3, na decisão mais rápida até cinco sets disputada contra Djokovic. Mas, ao analisar seu tempo parado e seu retorno, o espanhol só encontrou motivos para comemorar.

“Estas duas semanas não poderiam ter sido melhores para mim, mesmo que esta noite não fosse o meu dia, porque o adversário jogou muito bem. E eu não estava preparado para enfrentar esse nível hoje à noite. Mas acredito que posso estar pronto em alguns meses, se conseguir continuar praticando e continuar competindo nesse nível.”

Próximos torneios para Rafael Nadal

“Eu sei que a temporada é longa. Minha primeira prioridade, mais do que ganhar títulos ou não, é ser feliz. Para ser feliz, preciso ser saudável.” Assim justificou Nadal quando questionado sobre seu calendário, uma vez que declarou precisar de mais partidas para alcançar o nível de excelência.

O espanhol reduziu o número de torneios que disputará este ano. Assim, o próximo evento será o ATP 500 de Acapulco, que começa no dia 25 de fevereiro, no México. Em seguida, disputará o Masters 1000 de Indian Wells.

Leia mais

Novak Djokovic atropela Rafael Nadal e é campeão do Australian Open

Nadal x Djokovic: Relembre a épica final de 2012 no Australian Open

Naomi Osaka vence Australian Open e se consagra como número 1 do mundo