Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Conmebol define que Recopa será disputada em duas partidas; confira

Ao contrário do que ocorrerá com as decisões da Libertadores e da Copa Sul-Americana, a Recopa será mantida em dois jogos. Dessa forma, o embate entre Athletico e River Plate deverá ocorrer após o término da fase grupos da Libertadores 2019.

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução/Facebook Conmebol

O presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, em entrevista à Rádio Monumental, confirmou que a Recopa não sofrerá nenhuma mudança, sendo mantida em duas partidas. Porém, a punição ao River, pelos incidentes na final da última Libertadores, não se aplicará a decisão diante do Athletico.

“A ideia é que as datas da Recopa sejam depois da fase de grupos, e para essa data seguramente o River já terá cumprido a sanção. A final será em ida e volta”, afirmou o dirigente.

Caso passe da pré-Libertadores, o São Paulo irá encarar o atual campeão da Libertadores no Monumental de Nuñez com os portões fechados. Já o Inter, que irá até à Argentina na quarta rodada, deverá encontrar casa cheia, já que o outro jogo da punição deverá ser cumprido diante do Alianza Lima.

Este será o sétimo confronto entre brasileiros e argentino em uma final de Recopa. Os times canarinhos possuem vantagem sobre os hermanos, já que possuem um retrospecto de cinco decisões ganhas contra apenas uma derrota. Grêmio (2), Cruzeiro, Inter e Atlético-MG bateram times vizinhos e apenas o São Paulo, em 2006, foi derrotado pelo Boca Juniors.

A decisão da Recopa deverá ocorrer após o dia 9 de maio, data da última rodada da fase de grupos da Libertadores 2019.

LEIA MAIS

CONMEBOL DECIDE QUE CASOS DE VIOLÊNCIA NA LIBERTADORES SERÃO “OCULTADOS” NA TV; CONFIRA

EM COLETIVA, SÃO ANUNCIADAS COMO SERÃO FEITAS AS TRANSMISSÕES DA LIBERTADORES

LIBERTADORES: ENTIDADE IMPÕE VETO A BANDEIRAS EM JOGOS DA COMPETIÇÃO