Renato diz que Grêmio virou uma “família” e faz dois elogios especiais

Feliz e realizado no Grêmio, Renato Gaúcho se orgulha quando fala do seu grupo de trabalho. Em entrevista concedida nesta semana à TV Bandeirantes, ele ressaltou o conceito de “família” e lembrou da união existente no clube desde o “roupeiro ao presidente”.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Grêmio

O técnico, que está desde setembro de 2016 no cargo, também fez dois elogios especiais a membros da direção: ao superintendente de futebol Antônio Carlos Verardi e ao presidente Romildo Bolzan Jr.

“Quando eu cheguei em 80 no Grêmio, o seu Verardi já estava aqui há um bom tempo e me acolheu como acolhe a todo mundo. É um paizão para todos aqui. Temos uma admiração muito grande por ele, que é uma pessoa que passou 80% da sua vida no clube. E continua nos ajudando. Ele é exepcional”, disse Renato.

A admiração a Bolzan também vai no mesmo tom:

“Tenho uma admiração muito grande pelo nosso presidente também. Sinceramente, ele é espetacular com todo mundo. Tem nos ajudado muito como toda a diretoria. Então, quando se fala que o Grêmio é uma família, é do presidente ao roupeiro. A gente sente que o pessoal tem prazer de vir trabalhar e de defender o Grêmio. Isso é maravilhoso. Quando você sai da sua casa e vai para o trabalho se sentindo bem. A produção acaba bem melhor”.

No final de 2018, Renato chegou a receber um convte do Flamengo, mas optou por permanecer no Grêmio no mínimo até dezembro.

LEIA MAIS:

Novo centroavante revela ter “batido o pé” para jogar no Grêmio

Nas redes sociais, ex-meia do Grêmio deixa claro o desejo de voltar ao clube

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram