Torcedores – Notícias Esportivas

Ofertas não chegam até o Vasco e meta de obter R$ 30 milhões com vendas fica distante

O orçamento do Vasco para 2019, apresentado pelo Conselho Deliberativo em dezembro do ano passado, previa uma receita de R$ 30 milhões obtida com a venda de jogadores. Yago Pikachu, que fizeram uma bota temporada, seriam as principais “esperanças” da diretoria abastecer os cofres do clube.

Bruno Romão
25 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br

Porém, a expectativa de que ofertas chegassem pela dupla não se concretizou. Dessa forma, o Vasco conseguiu arrecadar R$ 3 milhões, provenientes da venda de Leandro Desábato ao Cerezo Ozaka-JAP. As sondagens por Pikachu do futebol americano e japonês e de clubes europeus por Andrey não se transformaram em propostas.

Como detém 60% dos direitos econômicos de Pikachu e 85% dos de Andrey e contrato com os dois até 2021, uma possível proposta faria com que o Cruz-Maltino ficasse com a maior parte do valor de uma venda.

Até o momento, a única oferta que chegou aos dirigentes cariocas foi pelo Nathan, lateral-direito do time sub-20,atualmente disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior. A proposta de R$ 800 mil euros (R$ 3.4 milhões) foi recusada pelo clube.

Mesmo que a verba com vendas seja considerada pequena, a equipe vem conseguindo se reforçar para 2019. Oito nomes já foram anunciados, sendo apenas gastos pequenas comissões de empréstimo. Segundo o orçamento do Conselho Deliberativo, ainda restam R$ 4,4 milhões para contratações.

LEIA MAIS

CÁCERES REVELA QUE CONVERSA COM JÚLIO DOS SANTOS CONTRIBUIU NA SUA ESCOLHA PELO CRUZ-MALTINO: “ME ENTUSIASMOU MUITO”

MERCADO DA BOLA: ALEX TEIXEIRA ENTRA NO RADAR VASCAÍNO; CLUBE PLANEJA OFERECER PRÉ-CONTRATO PARA 2020

OITO JOGADORES NÃO IRÃO VIAJAR PARA PRÉ-TEMPORADA DA EQUIPE EM ATIBAIA; VEJA OS NOMES