Cervejaria é processada por CBF por ação com Neymar, diz blog

O nome de Neymar se vê envolvido em mais uma polêmica. De acordo com o blog ‘De Primeira’, do Uol Esporte, uma ação publicitária do jogador com a cerveja Proibida durante a Copa do Mundo de 2018 fez com que a CBF e a Ambev, patrocinadora da seleção brasileira, processassem a cervejaria.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Divulgação/Site Oficial do Paris Saint-Germain

O processo movido pede que a Proibida indenize tanto a entidade como a cervejaria, dona da marca Brahma. O motivo seria o uso de ‘elementos visuais semelhantes’ ao uniforme da Seleção e ao escudo da CBF, além de logomarca alusiva à cerveja durante tal ação.

A ação envolvendo Neymar chegou a ter uma tentativa de proibição por parte de CBF e Ambev antes da Copa da Rússia. No entanto, a Justiça decidiu que a cervejaria poderia fazer a promoção com o jogador, desde que, na peça, o jogador do Paris Saint-Germain não vestisse uniforme com as cores da seleção brasileira.

O atacante não faz parte do processo e não será cobrado. Para a Confederação Brasileira de Futebol e a Ambev, o jogador ‘não teria culpa’ no processo movido contra a Proibida. O valor que ambas poderiam receber se vencerem ação será determinado pela Justiça.

LEIA MAIS

Palmeiras apequenando? O que aconteceu com o São Paulo desde a polêmica com ex-presidente tricolor

“Estamos empolgados e muito focados”, diz Alisson sobre o Liverpool na Champions League

(Crédito da foto: Divulgação/Site Oficial do Paris Saint-Germain)