Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Contra crise, colorada leva sal grosso ao Beira-Rio, vê Inter ganhar e promete manter ritual na Libertadores

Para driblar o princípio de crise e refazer as pazes com a torcida, o Inter contou com um amuleto da sorte nesta segunda-feira. A jovem colorada Tamara Cardoso foi a responsável por levar sal grosso ao Beira-Rio, palco da vitória por 1×0 sobre o Brasil de Pelotas, que devolveu tranquilidade ao clube dentro da tabela do Gauchão, sendo agora o 5°, com sete pontos.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/Instagram Tamara Cardoso - Bruno Halpern/Reprodução/RBSTV

Tamara, à reportagem do Torcedores.com, garantiu que vai “salgar” a casa colorada em todos os jogos que presenciar em 2019. O motivo ela mesmo explica: quando não leva, o time perde, tal como foi a derrota por 2×1 para o Pelotas, pela segunda rodada do estadual.

“No primeiro jogo do Beira-Rio nesse ano eu não levei. Fui fazer um teste e não foi o resultado esperado. Brinquei com a sorte. Contra o Brasil de Pelotas eu fiquei decidida em levar, e ganhamos. Agora, toda vez, eu tenho que levar o sal grosso. Os meus amigos colorados já estão me cobrando. Dizem para eu esquecer até a camisa do Inter, mas não o sal. Eu levo na brincadeira”, comentou a torcedora com exclusividade.

No Twitter, a torcedora brincou com o fato:

A fã, no entanto, diz que a ideia foi inspirada na atitude de um outro colorado, Seth Silva, que também levou o seu pacote de sal ao Beira-Rio, mas em um momento bem mais conturbado: em meio à disputa da Série B de 2017. O Torcedores.com também entrevistou este torcedor na oportunidade – relembre aqui.

“Na verdade, isso já tinha acontecido durante a Série B quando um colorado jogou sal para voltarmos à Série A. Desde então eu adaptei. Toda a vez que eu não levo sal grosso o Inter perde. Quando eu levo, ganha. E comecei a levar em todos os jogos. Quando a gente faz churrasco antes dos jogos, eu sempre sou a responsável pelo sal (risos). Fiquei conhecida como a “menina do sal grosso do Beira-Rio”. A ideia era desse colorado que fez na Série B, mas ele jogou uma vez só. Eu estou levando sempre”.

Faltando um mês para a estreia do Inter na Libertadores, Tamara já sabe o que não pode faltar quando rumar aos jogos da competição continental:

“Se eu conseguir ir em todos os jogos da Libertadores, vou levar sim. A princípio vou em todos. Só se não fechar bem os horários… mas pretendo levar o sal grosso, não vou brincar com a sorte”.

LEIA MAIS:

Torcida do Inter se encanta com jovem centroavante, pede titularidade e Dourado aprova: “Faz por merecer”

Bruno prega “evolução” até a Libertadores e reconhece grupo difícil, mas diz: “O Inter é muito grande”

Sai, crise: Odair vibra e chama a torcida após gol de Moledo; veja

Mãe de jovem goleiro do Inter chora após filho pegar pênalti e garantir título sul-americano

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram