Com passagens por Corinthians e São Paulo, Leandro afirma que o Tricolor “tem mais obrigação de ganhar”

Corinthians e São Paulo será um dos grandes jogos deste final de semana. Tendo jogado pelos dois clubes, o ex-atacante Leandro afirmou que o Tricolor Paulista entra mais pressionado no clássico deste domingo (17).

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Reprodução/TV Band

Sem um começo de ano brilhante, Corinthians e São Paulo se enfrentarão pelo Campeonato Paulista neste domingo. Campeão pelos dois clubes, Leandro, em entrevista ao UOL Esportes, afirmou que pode se esperar tudo de um clássico.

“Clássico é jogo igual, independentemente de onde vai jogar. Os dois times têm 50% de chance de ganhar. Penso que o São Paulo, que saiu de uma competição importante, tem mais obrigação de ganhar do que o Corinthians, mas estamos falando de futebol. Futebol, quando se trata de clássico, você pode esperar tudo”, disse.

“O importante depois do jogo contra o Talleres e da eliminação na Libertadores é ter um resultado positivo. Mas penso que o São Paulo vai jogar de igual para igual e aproveitar a chance que tiver porque o Corinthians é um time que defende muito, e se defende muito bem, então você tem que aproveitar a chance quando tiver”, completou Leandro.

Campeão com o Corinthians e dos Brasileiros (2006 e 2007) pelo São Paulo, o ex-atacante afirmou que é mais reconhecido pelos torcedores do Tricolor Paulista.

“Eu sou são-paulino, mas respeito demais o Corinthians. Fui mais vezes campeão no Corinthians do que no São Paulo. Fui duas vezes campeão no São Paulo e três no Corinthians, então tenho o maior respeito do mundo, mas o reconhecimento do torcedor são-paulino… O que o torcedor faz comigo é absurdo, surreal, aquela loucura do travessão é inesquecível [quando subiu no travessão após o título de 2006]”, ressaltou o ex-atacante.

“Ele me abraça. Tem um carinho e um respeito até aqui dentro do clube, do Morumbi, dos funcionários, o que eles fazem comigo é sensacional. Eu sou são-paulino, mas quando joguei fui sempre profissional. Era são-paulino quando criança, fui profissional por um bom tempo e depois voltei a ser são-paulino. Meu coração é esse. Mas eu tenho um respeito gigante pelo Corinthians, que me abriu muitas portas. Fui campeão, conheci muito cara fera, parceiros que me ajudaram demais, então sou muito grato. Mas o coração é são-paulino mesmo”, ressaltou Leandro.

LEIA MAIS:

Ex-São Paulo, Leandro aprova Cuca e elogia Raí: “É um excelente profissional”

Vágner Mancini virá interino no São Paulo após afirmar que não assumiria o clube