Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Cruzeiro sofre revés no Tribunal Arbitral do Esporte sobre dívida na contratação de Pisano

Uma das dívidas que o Cruzeiro tenta equacionar está relacionada a contratação de Matías Pisano junto ao Independiente do ano de 2016. Segundo decisão do TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), a Raposa terá de pagar a dívida no valor atual de 550 mil dólares (R$ 2 milhões), além dos custos processuais e juros.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Cruzeiro/divulgação

Apesar da decisão do TAS, o Cruzeiro, através do advogado Breno Tannuri, afirmou que o clube vai recorrer da sentença.“Não é alarmante. É caso para no mínimo mais dois anos”, afirmou Tannuri em entrevista ao portal Superesportes.

Matías Pisano chegou ao Cruzeiro após negociação junto ao Independiente pelo valor de 1 milhão de dólares, quantia considerada alta, já que foi referente a apenas 50% dos direitos econômicos do atleta. Além disso, a diretoria da Raposa perdoou a dívida da equipe argentina de 700 mil dólares pelo empréstimo do atacante Ernesto Farías.

Com a camisa celeste, Pisando balançou as redes em apenas uma oportunidade. Ao todo, foi acionado em 14 partidas.

Com uma passagem bastante discreta pelo Cruzeiro, Pisano foi negociado em 2017 para o Tijuana, equipe do México. À época, chegou-se a cogitar que o clube mexicano poderia assumir a dívida da Raposa junto ao Independiente, fato que acabou não se concretizando.

LEIA MAIS:

RODRIGUINHO FAZ BALANÇO DE SEU DESEMPENHO E PROJETA PRÓXIMOS JOGOS COM A CAMISA DO CRUZEIRO

UMA VAGA E TRÊS OPÇÕES: VEJA QUEM MAIS ATUOU NO CRUZEIRO EM 2019 ENTRE LUCAS SILVA, ROMERO E CABRAL