Dia de fúria: Jogador marca, “comemora” xingando a torcida e é expulso na Paraíba

Você certamente se lembra do episódio envolvendo o lateral Fabrício e a torcida do Internacional, em 2015. Na ocasião, o jogador se irritou com as vaias vindas da arquibancada e fez gestos obscenos para a torcida, na ação que resultou na sua expulsão e posterior saída do clube gaúcho. Pois uma cena semelhante aconteceu no Campeonato Paraibano neste domingo (3), na partida entre Esporte de Patos e Serrano. Carlos Caaporã, atacante do Esporte de Patos abriu o placar do jogo e na comemoração foi direto para a torcida do seu time, fazendo gestos obscenos e soltando uma série de xingamentos. Resultado: foi expulso do jogo.

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Crédito: Reprodução youtube Tv Correio

Veja os dois momentos:

Crédito: Canal Youtube – TV Correio 

A cena aconteceu no estádio José Cavalcanti, na cidade de Patos, no duelo entre os lanternas dos grupos A e B do campeonato estadual. O Esporte de Patos ocupava a última posição do grupo A e sofria grande pressão dos torcedores em busca da primeira vitória na competição. Diante das cobranças o centroavante Caaporã, ao balançar as redes protagonizou a cena inusitada. A torcida se dividiu entre aqueles que comemoraram a expulsão, aproveitando o embalo da comemoração do gol, e os que vaiaram e xingaram o jogador, que além de ofender os torcedores, também deixou a equipe com um menos pelo resto da partida.

A “bizarrice” da situação não parou por aí. Após o jogo, que terminou com vitória do time da casa por 2 a 0, o técnico Washington Lobo culpou a torcida do rival Nacional de Patos pela atitude de seu atleta. De acordo com o treinador, os torcedores do Nacional teriam se infiltrado no estádio do Esporte de Patos e passaram a xingar o atacante, que se enfureceu e foi expulso: “Eu ainda não me reuni com a diretoria, mas existe uma rivalidade muito grande com o Nacional de Patos. E alguns torcedores do próprio Nacional estavam na arquibancada no jogo desse domingo, e estavam xingando bastante o nosso elenco”, explicou o comandante.

Washington ainda confirmou que o centroavante continuará no clube, mas que deve ser multado pela diretoria. O próximo jogo do Esporte de Patos, que com a vitória deixou a lanterna de seu grupo, é justamente contra o rival Nacional, no próximo domingo (10). Caaporã não estará em campo, mas a promessa é de ânimos exaltados no clássico.

LEIA MAIS:

Lembra dele? Fabrício diz ter carinho pelo Inter apesar de gesto à torcida: “Me arrependi na hora”

Vasco x Internacional: Fabrício se irrita com substituição e bate boca com PC Gusmão