Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Fifa confirma Infantino como candidato único para eleição da entidade

Através de uma nota oficial divulgada em seu site, a Fifa confirmou que o atual presidente Gianni Infantino será candidato único para a próxima eleição. A nota foi divulgada nesta quarta-feira (06) e a eleição foi confirmada para 05 de junho. A eleição será em Paris.

Luiz Bernardo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução / Site Oficial Fifa

Com esta confirmação, Infantino deve ser proclamado presidente da Fifa para um segundo mandato, visto que nenhuma outra candidatura foi apresentada. A data limite para apresentação de candidatura para o processo eleitoral foi na última terça-feira (05).

Infantino está como presidente da Fifa desde de fevereiro de 2016, depois que Joseph Blatter foi afastado por um escândalo de corrupção que abalou a organização. Ex-zagueiro do Tottenham, Ramon Vega, anunciou em 2011 a intenção de entrar na corrida eleitoral. Vega não conseguiu apoio necessário de 5 das 211 federações para ter sua candidatura confirmada.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Gianni Infantino têm 48 anos e introduziu a ideia de aumentar o número de seleções na Copa do Mundo. A princípio, a ideia era aumentar de 32 para 48 seleções a partir de 2026. Existe a possibilidade de antecipar este projeto para a Copa de 2022, no Qatar. Provavelmente a confirmação ou não da mudança será divulgada em Março, depois de um estudo para verificar a viabilidade de realizar um torneio prolongado no estado do Golfo.

O antigo braço direito de Michel Platini na UEFA também espera um Mundial de Clubes com 24 equipas e ampliada a partir de 2021. O atual presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin, é completamente contra esta ideia. Ceferin terá a sua reeleição confirmada na quinta-feira (07).

LEIA MAIS:
Ronaldo diz que não há favorito em Barcelona x Real Madrid e revela torcida pela equipe
Barcelona x Real Madrid: 10 jogadores que podem decidir o clássico
Auxiliar de Tite na seleção vai acompanhar superclássico para ver Vinícius Júnior