Mais um mandato de Bolzan no Grêmio? Veja o que sabemos até agora

Títulos, equilíbrio financeiro e admiração desde torcedores, jogadores, comissão técnica e demais dirigentes. Em uma gestão que beira a unanimidade entre os seus pares, Romildo Bolzan Jr vive, em tese, o seu último ano de mandato no Grêmio. Mas, nos bastidores, já há movimentos para a sua permanência. Veja, em itens, o que sabemos até agora.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

1 – Nas últimas semanas, um grupo de integrantes do Conselho Deliberativo, segundo o portal GaúchaZH, já consultou juristas para analisar o atual estatuto em busca de uma brecha para viabilizar a permanência do presidente.

2 – Em setembro de 2015, ocorreu uma mudança estatutária que aumentou o tempo de mandato presidencial de dois para três anos, já em meio à atual gestão. Por isso, existe a interpretação de que Bolzan está no seu primeiro triênio e poderia conduzir o clube em mais um.

3 – Por outro lado, conselheiros de oposição entendem que um novo mandato confrontaria uma das demandas do Profut, que dispõe que “fixação do período do mandato de seu presidente ou dirigente máximo e demais cargos eletivos em até quatro anos, permitida uma única recondução”. Bolzan é o mandatário tricolor desde janeiro de 2015.

4 – Mas o desejo dos tricolores irá para o papel e para a prática. Em depoimento exclusivo concedido ao Torcedores.com, o conselheiro João de Almeida Neto, ex-representante gremista do programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha, garantiu que vai apresentar a proposta da permanência de Bolzan por mais três anos. Segundo ele, o plano será apresentado na primeira reunião do Conselho Deliberativo, em março.

5 – “Ainda não sei, porque não estudei o estatuto, a viabilidade dessa mudança. Mas sustento que, pelo bem do Grêmio, o pleno do CD saberá encontrar saída para proporcionar a recondução do presidente a um novo período. Temos uma figura que engrandeceu o Grêmio. Se houver a possibilidade de tê-lo mais tempo conosco sem ferir a bases estatutárias será um bem para o Grêmio. É o que vou propor”, disse o conselheiro.

6 – Nas redes sociais, a campanha também ganha força. Com a hashtag “VamosAclamarRomildo”, torcedores se manifestam desde a última semana para que o projeto possa ser executado na prática. A nova eleição presidencial ocorre no segundo semestre de 2019.

O que diz o presidente

Em mais de uma ocasião durante o ano de 2018, Bolzan foi veemente quando perguntado sobre o tema: respeitaria o estatuto e não concorreria mais à presidência. A sua fala mais incisiva sobre a questão foi em dezembro, em entrevista à Rádio Gre-Nal:

Grêmio

Bolzan devolveu o Grêmio ao rumo dos títulos – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

“O estatuto permite apenas uma reeleição. Não farei nada para transgredir o estatuto. É um mais um e acabou a história. Não trabalho com essa hipótese e não quero gerar expectativa. Temos uma missão de manter a competitividade em campo e buscar a compra do estádio no ano que vem. Não tenho a perspectiva nenhuma de ficar”, garantiu.

Mais recentemente, à GaúchaZH, o presidente despistou sobre os crescentes movimentos que pedem a sua continuidade:

“Não estou absolutamente nem um pouco atrás disso. São movimentos que acontecem, a gente escuta, mas não estimulo e não vou atrás”, disse.

Política estadual e nacional também pode interferir

Ex-prefeito da cidade de Osório-RS e ex-presidente estadual do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Bolzan é um dos nomes cotados do partido para concorrer às próximas eleições. Cogita-se o interesse da sigla para que o atual presidente do Grêmio se lance como candidato a governador em 2022.

“Em dezembro, vamos ter eleições para a direção estadual do partido e queremos ver se ele volta para a casa para voos maiores. Queremos que ele esteja na linha de frente”, disse Pompeo de Mattos, atual deputado federal e presidente estadual do PDT, à GaúchaZH.

Condenado por improbidade administrativa no período que foi prefeito de Osório, Bolzan ainda aguarda o julgamento para definir o seu futuro. Uma nova condenação o tiraria da vida pública e também da possibilidade de seguir comandando o Grêmio.

Demais dirigentes se esquivam ao falar da presidência

Ex-presidente do Grêmio no biênio 2009/2010 e atual vice de futebol, Duda Kroeff foi perguntado recentemente sobre a possibilidade de concorrer novamente no final do ano. Além de se esquivar, ele depositou toda a responsabilidade da condução do processo no atual mandatário.

Grêmio

Duda Kroeff nega interesse em concorrer – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

“É um pouco pesado assumir a presidência, estou em outro momento”, relatou o dirigente em entrevista à Rádio Pachola. “Romildo tem sido um excelente presidente. Pela constituição atual do Grêmio, ele não pode concorrer de novo. Ainda não tratamos disso. Vamos deixar que ele lidere isso”.

Quem também deu o seu ponto de vista recentemente foi Odorico Roman, que ocupava o cargo que hoje é de Duda Kroeff até o início de 2018.

“Seguidamente no Twitter eu percebo o carinho da torcida. Como vice-presidente de futebol campeão, a gente tinha aquele sonho dito no slogan adotado pela torcida do Grêmio “Soy Loco por Tri América” e todo ano havia esse sonho. E eu tive a felicidade de estar na aventura, junto com o presidente Romildo e com a comissão técnica, que levou o clube a essa conquista. Então é natural que a torcida tenha esse carinho por mim. Mas é cedo para falar. E quem comanda é o presidente. Fui o vice-presidente campeão da Libertadores, sou torcedor fanático e isso é o suficiente no momento”, disse Roman ao canal Vídeo Queki, do YouTube.

Na prática, uma nova candidatura de Bolzan representaria uma espécie de “aclamação”, tendo em vista a sua ótima avaliação pública. Com larga vantagem, o atual presidente venceu Homero Bellini Jr e Raul Mendes nas últimas respectivas eleições do final de 2014 e depois no final de 2016.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Guerrero ou Diego Tardelli? Vizeu admite amizade com peruano, mas diz que prefere novo companheiro

Luan revela ter chegado “por acaso” ao Grêmio em pacote com mais dois: “Eu não era o cara”

Luan revela ter ficado “chateado” com nome ligado ao Cruzeiro e mantém foco no Grêmio

Ex-Grêmio, Marquinhos tira onda com Douglas e recebe resposta: “Sua barriga era maior que a minha”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram