Ministério Público investigará condições de alojamentos da base de clubes paulistas

O futebol brasileiro sofre com a tragédia que ocorreu na última sexta-feira. Visando evitar novos casos, o Ministério Público de São Paulo investigará cada alojamentos dos grandes clubes da capital.

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Reprodução/TV

Após acontecer a tragédia no Ninho do Urubu, no Centro de Treinamentos do Flamengo, o Ministério Público de São Paulo investigará as condições de alojamentos dos clubes paulistas.

A Promotoria de Habitação e Urbanismo foi procurada pelo Torcedores.com sobre a existência de alojamentos irregulares na capital paulista. Em nota, o órgão afirmou que abriu um inquérito civil para apurar as condições em que vivem garotos da base de Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Portuguesa.

O MP também afirma que enviou um ofício à Prefeitura de São Paulo para saber se existem alojamentos mantidos por clubes no município. Além disso, querem saber se estão com as devidas autorizações para funcionarem.

Confira a nota emitida pelo Ministério Público de São Paulo ao Torcedores.com na íntegra:

“Iniciativa foi da Promotoria de Habitação e Urbanismo, em razão de incêndio com vítimas ocorrido na última semana em alojamento de um clube de futebol no Rio de Janeiro, a Promotoria de Habitação e Urbanismo da Capital instaurou nesta segunda-feira (11/2) um  inquérito civil para apuração da existência de alojamentos mantidos por clubes desportivos na cidade de São Paulo. O procedimento, que irá investigar se tais alojamentos contam com auto de vistoria do Corpo de Bombeiros e autorização do poder público municipal, tem o intuito de prevenir futuros acontecimentos semelhantes.

Inicialmente, foi determinada expedição de ofícios aos clubes de futebol Associação Portuguesa de Desportos, São Paulo Futebol Clube, Sociedade Esportiva Palmeiras e Sport Club Corinthians Paulista, para que prestem esclarecimentos ao MPSP e apresentem a documentação respectiva.

Foi determinada também a expedição de ofício à prefeitura de São Paulo, para que esclareça se há no município alojamentos dessa espécie mantidos por clubes desportivos, agremiações, federações ou confederações, bem como se contam com as devidas autorizações para funcionamento por parte da administração.

Oportunamente, será avaliada a necessidade de requisição ao Corpo de Bombeiros de outras informações e providências”.

Leia mais:

Diego lamenta tragédia no Ninho do Urubu e afirma que usou a estrutura quando chegou ao Flamengo

Paquetá marca primeiro gol pelo Milan e homenageia garotos envolvidos na tragédia no CT do Flamengo