Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Roubando fica fácil” e “varzeano”: repórter de Caxias do Sul se descontrola e recebe resposta de Odair; ouça

Uma tentativa de entrevista frustrada acabou marcando negativamente o trabalho da imprensa no Beira-Rio neste domingo. Após a vitória do Inter por 2×1 sobre o Caxias, pelo Gauchão, o repórter caxiense da Rádio Esporte Serra, Marcos De Carli, abordou o treinador colorado Odair Hellmann de forma contundente e até desrespeitosa, como indica o diálogo abaixo:

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Repórter: “Domingo contra o Juventude, hoje contra o Caxias… roubando fica fácil.”

Odair: “Não, você é um jornalista de respeito. Não faz assim. Você é torcedor? Neste nível não dá para conversar.”

Repórter: “Tu é varzeano”.

Ouça:

Contatado pela reportagem do Torcedores, De Carli optou por não se pronunciar e escreveu a seguinte mensagem: “Eu agradeço o contato e a compreensão, mas não vou me manifestar”.

O episódio ocorreu logo na saída de campo, antes das costumeiras entrevistas coletivas. O repórter, segundo relatos, foi impedido de seguir trabalhando no jogo pela ACEG (Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos) – entidade que coordena o trabalho de imprensa no Rio Grande do Sul. Esta mesma associação já comunicou que o profissional está suspenso preventivamente de trabalhar nos jogos.

Na abertura da sua coletiva, o técnico Odair Hellmann recebeu um pedido de desculpas em nome da imprensa por parte do repórter Geison Lisboa, da Rádio Guaíba. Em seguida, o comandante colorado falou sobre a situação incômoda:

“Eu acho que ele não representa vocês, vocês são profissionais que estão aqui no dia a dia comigo e, aqui no Internacional, fazem perguntas com toda liberdade. Perguntas boas e difíceis, sempre tiveram meu respeito. E vão ter sempre. Este tipo de profissional, na minha opinião, não pode ser chamado de profissional, não representa o que são vocês. Nós temos que tirar este tipo de cara do futebol. Se ele quer torcer, ele bote a camisa do Caxias, vá para a arquibancada, compre o ingresso e torça. Ali, ele está com colete de imprensa. No mínimo, mesmo que ele seja o torcedor, tem que ter respeito pelos profissionais”, avaliou.

Em campo, o Inter bateu o Caxias por 2×1 com gols de Pottker e Patrick, e pulou para a vice-liderança do Gauchão com 13 pontos.

LEIA MAIS:

Torcida do Inter repercute gritos de “burro” a Odair Hellmann

Grêmio chegou ao limite? Renato brinca com pergunta de repórter: “Só ventilador bate no teto”

Cinco títulos em menos de três anos: Geromel explica diferencial do Grêmio

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram

 

 

As melhores notícias de esportes, direto para você