Cássio diz que sabia o lado em que os jogadores do Racing batiam os pênaltis

O goleiro Cássio brilhou na defesa dos pênaltis contra o Racing na quarta-feira (27), mas não sem a ajuda da tecnologia. O ídolo corintiano até revelou que entraram uma série de fatores para que as defesas fossem efetivadas, como o próprio feeling, mas admitiu que sabia onde os primeiros cobradores da equipe argentina bateriam graças a um sistema do Corinthians.

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

“Entra um pouco de estudo, de feeling, Leandro Idalino me ajudou muito, o Cifut também passou para ele. Os cinco primeiros eles sabiam onde os batedores batiam, me ajudaram, varia se baixo ou alto, varia. Mas não gosto muito de ver pênaltis antes para não desconcentrar. Ele me passou onde os jogadores batiam”, revelou o camisa 12.

Após Danilo Avelar perder a chance de fechar a série já nas primeiras cinco cobranças, vieram as alternadas. A partir daí, Cássio disse que não sabia mais onde os jogadores do Racing bateriam e foi na pura intuição.

“A partir do sexto pênalti foi feeling, consegui ser feliz e e ajudar. Fizemos um grande jogo, o Racing é o líder do Argentino com todo mérito. Mesmo com reservas, quando a fase é boa pode botar qualquer um que o time é bom”, completou.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (2), às 16h30, contra o São Bento, em Sorocaba, pelo Campeonato Paulista.

Leia mais:
Cássio diz que Ronaldo ainda é o maior goleiro da história do Corinthians: “sempre admirei”

Cássio nega chateação por não ter sido convocado por Tite: “estarei pronto quando for chamado”