Leclerc crava primeira pole da carreira no GP do Bahrein

O GP do Bahrein de 2019 já entrou para história apenas pela classificação. O monegasca de 21 anos, Charles Leclerc, marcou a pole position em sua segunda corrida pela Ferrari, a 23ª da carreira. Seu companheiro, Vettel, larga a seu lado e Mercedes fica na segunda fila.

Juvenal Dias
Jornalista formado pela Universidade P. Mackenzie/SP desde 2013. Atuo na área esportiva desde 2010, quando ingressei no Diário Lance! Lá permaneci por seis anos e tive oportunidade de fazer parte da cobertura dos Jogos Olímpicos Rio-2016. Desde 2017 sou colaborador do Surto Olímpico. Já fui também do Bola Parada. Estou no Torcedores desde meio de 2018.

Crédito: Twitter/ Formula 1. Monegasca de 21 anos é o 99º pole position diferente da história da categoria

A Fórmula 1 está em seu 999º grande prêmio de sua história. E o GP do Bahrein pode estar sendo histórico não só por esta marca, mas também porque surgiu o 99º piloto diferente a conseguir a pole. Surpreendentemente, foi o jovem Chales Leclerc, que já tinha garantido a posição de destaque em sua primeira tentativa no Q3. Contudo, sua segunda volta serviu para bater o tempo recorde da pista que era de 1min27s958. Ou seja, mostrou o quanto seu carro está acertado e que ter sido “barrado” pela Ferrari na Austrália, não tirou sua confiança para conquistar a primeira pole de sua carreira. Dessa maneira, coloca pressão no alemão Sebastian Vettel, que tomou quase três décimos de desvantagem.

A princípio, a classificação do GP do Bahrein não apresentou grandes adversidades. Excepcionalmente, uma fechada de Grosjean em cima de Lando Norris no Q1, que pode acarretar uma penalização ao francês da Haas. Uma surpresa negativa foi Nico Hulkenberg ter ficado para trás no grid com sua Renault, ao passo que seu companheiro, Daniel Ricciardo beliscou um lugar entre os dez primeiros. Outra decepção foi a Red Bull, que apesar de ter colocado Verstappen na 5ª colocação, dá indícios de já não ser mais a terceira escuderia, com Gasly ficando no Q2. Por outro lado, a McLaren voltou a mostrar competitividade e colocou seus dois carros na parte final do treino.

A promessa é de uma corrida disputada entre Ferrari e Mercedes, já que tanto Hamilton quanto Bottas ficaram a menos de quatro décimos, mostrando um equilíbrio de forças.

Confira como ficou o grid do GP do Bahrein:

Q3

1º- C. Leclerc (Ferrari) – 1min27s866

2º- S. Vettel (Ferrari) – 1min28s160

3º- L, Hamilton (Mercedes) – 1min28s190

4º- V. Bottas (Mercedes) – 1min28s256

5º- M. Verstappen (Red Bull) – 1min28s752

6º- K. Magnussen (Haas) – 1min28s757

7º- C. Sainz (McLaren) – 1min28s813

8º- R. Grosjean (Haas) – 1min29s015*

9º- K. Räikkönen (Alfa Romeo) – 1min29s022

10º- L. Norris (McLaren) – 1min29s043

Q2

11º- D. Ricciardo (Renault) – 1min29s488

12º- A. Albon (Toro Rosso) – 1min29s513

13º- P. Gasly (Red Bull) – 1min29s526

14º- S. Pérez (Racing Point) – 1min29s756

15º- D. Kvyat (Toro Rosso) – 1min29s854

Q1

16º- A. Giovinazzi (Alfa Romeo) – 1min30s026

17º- N. Hulkenberg (Renault) – 1min30s034

18º- L. Stroll (Racing Point) – 1min30s217

19º- G. Russell (Williams) – 1min31s759

20º- R. Kubica (Williams) – 1min31s799

*Em julgamento por manobra irregular, pode ser punido com perda de posições no grid

LEIA MAIS

GP do Bahrein: Charles Leclerc faz sua primeira pole na carreira, com recorde do circuito: “Extremamente feliz”