Comissões técnicas de Santos e Red Bull Brasil brigam após partida e jogadores apartam técnicos; assista

O clima esquentou na partida entre Santos e Red Bull Brasil na noite deste sábado (23). Antônio Carlos Zago, técnico do Toro Loko, e Jorge Sampaoli, técnico do Santos, precisaram ser separados pelos jogadores. O Peixe venceu por 2 a 0 e garantiu vaga na semifinal do Paulistão. Veja:

Nathalia Kanashiro
Colaboradora no torcedores.com desde fevereiro de 2019. Carioca, 24 anos. Estudante de Jornalismo pela Faculdade Anhanguera de Niterói. "A única maneira de fazer um bom trabalho é amando o que você faz. Se você ainda não encontrou, continue procurando. Não se desespere. Assim como no amor, você saberá quando tiver encontrado." Steve Jobs

Crédito: Reprodução/SporTV

https://twitter.com/yurisantista11/status/1109615836791259136

A briga teve início ainda no intervalo do jogo, entre Antônio Carlos Zago e um membro da comissão técnica do Santos. O técnico do Red Bull Brasil disse no começo do segundo tempo o motivo de ter partido para cima do integrante santista. Segundo ele, o santista teria xingado o atacante Osman, e isso gerou a revolta do técnico.

Já no fim do segundo tempo a confusão recomeçou entre o técnico do Toro Loko, o integrante da comissão técnica e o Sampaoli também entrou na briga. Os protagonistas da confusão precisaram ser separados pelos jogadores das equipes. Mesmo com a interferência dos atletas, os técnicos continuaram trocando farpas até a entrada do túnel.

Ao ser questionado pelos jornalistas sobre o motivo da briga, Sampaoli amenizou a situação e disse que o que aconteceu no campo, terminou no campo. “São coisas que terminam dentro de campo, no jogo. Não tem importância”.

O jogo

O Peixe levou a melhor e conquistou a vaga na semifinal do Paulistão. A partida de 2 a 0 no Pacaembu a favor do Santos teve gol de Carlos Sánchez em uma cobrança de falta e de Diego Pituca, no segundo tempo. Para o próximo jogo, o Santos pode perder por um gol de diferença que está garantido na semifinal. Já o Red Bull Brasil precisa vencer com três gols de vantagem para se classificar.

A partida teve atuação do VAR, que anulou logo nos cinco minutos do primeiro tempo um gol de Diego Pituca. Aos dez, Carlos Sánchez abriu o placar para o Peixe. O Toro Loko teve algumas oportunidades de balançar a rede durante a partida, mas não marcou. No segundo tempo o Santos pressionou o Red Bull Brasil, que não conseguiu o empatar no jogo. O segundo do Peixe saiu aos 33 do segundo tempo, pelo autor do primeiro gol anulado pelo VAR, Diego Pituca.

LEIA MAIS:

Santos: Sampaoli rasga elogios para Pituca e Sánchez; Sasha também é citado

Sampaoli minimiza discussão e vê vitória sobre Red Bull como ‘uma das melhores partidas’