Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Corinthians insiste em Arana e viagem inédita de diretor aumenta expectativa pelo lateral

O Corinthians insiste em contratar o lateral Guilherme Arana. E a possível definição, seja pelo bem ou pelo mal para os corintianos, pode sair com a viagem que o diretor de futebol, Duílio Monteiro Alves, fará para a Espanha.

Roberto Junior
Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Crédito: Foto: Reprodução/Instagram

A diretoria alvinegra topou pagar os 8 milhões de euros (R$ 34 milhões) para contar novamente com o futebol de Arana, mas a forma de pagamento tem sido o principal entrave até aqui para o desfecho positivo para o time do Parque São Jorge. O Timão quer ficar com 90% dos direitos econômicos do atleta, e queria pagar em quatro anos sem entrada. Os espanhóis queriam a quitação em dois anos e com entrada.

Agora Duílio vai se encontrar na Espanha pela primeira vez com o empresário Leonardo Cornacini, que faz a ponte entre Timão e os Rojiblancos. E antes de chegar nesta fase importante da negociação, as conversas tiveram algumas etapas (novela) desde dezembro.

Inicialmente o Corinthians quis o empréstimo de Arana topando dividir os salários com o Sevilla. O negócio poderia sair, mas interesses de outros clubes, inclusive do Flamengo, fez com que o time espanhol mudasse sua ideia e topasse apenas vender o lateral-esquerdo.

Diante de tal postura do Sevilla, a diretoria corintiana permaneceu com ideia de investimento para contratar Arana e chegou no limite de 8 milhões de euros. Os espanhóis aceitaram, mesmo sendo um montante menor do que foi pago ao próprio clube paulista.  As conversas, porém, esbarraram no pagamento de entrada, fato que se arrastou até a janela de transferências do exterior ser fechada para o Brasil, tendo como consequência o encerramento das tratativas.

Segundo o Meu Timão, uma pessoa de dentro do clube afirmou que a quitação do valor seria em grande parcelamento, no “estilo Casas Bahia”.

“Como a gente deixou claro, era um negócio muito difícil, um jogador jovem na Europa. O Corinthians fez uma proposta alta. Só sairá negócio se o Sevilla voltar atrás e considerar a proposta que foi feita. Diferente do que o Corinthians já propôs não dá para ser feito, é uma loucura. A gente aguarda. Negociação só vai existir se o Sevilla voltar atrás”, disse Duílio no fim de janeiro.

“Tem forma de pagamento, que o Corinthians fez o que é possível, os prazos, e o que eles pedem em contrapartida é muito diferente do que a gente propôs. Por isso, é muito difícil que saia, e o Corinthians não tem nada mais o que fazer”, acrescentou.

Ainda em janeiro, durante a Copinha, foi noticiado pelo UOL Esporte que Guilherme Mantuan, do time Sub-20, foi um dos pedidos do Sevilla para liberar Guilherme Arana. A ‘contraproposta’ do time espanhol logo foi recusada pelo clube do Parque São Jorge.

ARANA NO CORINTHIANS… AGORA VAI?

E o Sevilla voltou atrás e retomou o interesse de negociar o jogador. Desde que surgiram os rumores do clube paulista em Arana, nenhum dirigente corintiano havia ido para a Espanha. A ida inédita de Duílio para a Europa aumenta a possibilidade do Timão ter recebido um sinal positivo das partes para bater o martelo por Arana.

Segundo informações do Meu Timão, não existe prazo para a definição de um desfecho. Por outro lado, uma fonte afirma que Duílio não daria uma “pausa” nas festividades e viajaria para a Espanha se não fosse algo certamente encaminhado.

LEIA MAIS
4 MOTIVOS PARA O TIMÃO COMEMORAR A 1ª SEMANA LIVRE DE TREINOS EM 2019