Automobilismo

F1 2019: Cinco pilotos que podem surpreender

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Twitter

Ano novo, vida nova. Esse ditado pode ser muito bem utilizado na Fórmula 1, visto que a dança das cadeiras nas equipes é intensa. A permuta nas posições de pilotos é frequente e na atual temporada da categoria, que está prestes a começar, não é diferente.

Diversos novatos chegaram à Fórmula 1, devido aos seus grandes desempenhos. Outros pilotos, mais renomados, trocaram de equipe, a fim de buscar um objetivo novo. No entanto, todos lutam por uma mesma meta: surpreender e se tornarem campeões.

Confira a seguir cinco pilotos que podem ser as sensações da temporada e capazes de arrancar brilho nos olhos dos espectadores.

Alexander Albon – Scuderia Toro Rosso

Estreante na categoria, após ser o terceiro colocado no campeonato de pilotos na Fórmula 2, Albon é uma joia bruta, prestes a ser lapidada. Ele escolheu correr pela Scuderia Toro Rosso, ao invés de competir na Fórmula E. O jovem tailandês chegou com muita personalidade, embora tenha acabado de chegar. Seu STR14 o permitiu alcançar excelentes posições nos treinos livres de pré-temporada em Barcelona, como um segundo lugar na primeira semana. Se conseguir se adaptar rapidamente, pode brigar por pontos essa temporada.

Charles Leclerc – Scuderia Ferrari

Lecler roubou a cena na temporada anterior, depois de ter um grande e promissor desempenho correndo com a Sauber. O monegasco agora tem a missão de assumir a poderosa Scuderia. Talento e habilidade não faltam para Charles. Brigará por pontos, pódios e até vitórias, caso repita seu desempenho anterior.

Daniel Ricciardo – Renault

Ricciardo é considerado por muitos, um dos melhores pilotos da Fórmula. Sua transferência para a Renault, chocou o mundo automobilístico. Em uma nova equipe, que tem um projeto futuro ambicioso, principalmente pela gana de ser campeã de construtores, o piloto australiano será o centro das atenções da equipe. Precisa de acostumar, visto que passou sua vida nas coligadas Toro Rosso e Red Bull. Todavia, seu talento e foco são capazes de superar qualquer adversidade.

Kimi Raikkonen – Alfa Romeo

Quando você vê Kimi Raikkonen no grid de largada, nunca se deve esnobá-lo. O finlandês tem muita história na Fórmula 1, estreando na Sauber em 2001 e campeão da categoria pela Ferrari em 2007. Após deixar a Scuderia, Kimi terá de conduzir o potente carro da Alfa Romeo, mais forte do que antes, devido as parcerias com a Ferrari. O “Homem de Gelo” correrá sem responsabilidades na jovem equipe e poderá ser um bom mestre para seu companheiro de equipe: o jovem Antonio Giovinnazzi.

Pierre Gasly – Red Bull Racing

Pierre Gasly, embora jovem e inexperiente, contém um currículo extramente vencedor nas categorias de base. Com 23 anos, o piloto estreou na Toro Rosso em 2017 e desde então, vem realizando desempenhos bons pela equipe, chegando até em quarto lugar, sua melhor posição. A saída de Daniel Ricciardo, abriu uma porta para o jovem demonstrar seu talento em uma equipe grande. Resta saber se Gasly é páreo para aguentar a mentalidade competitiva da Red Bull e de seu companheiro, Max Verstappen.

LEIA MAIS: F1: Lewis Hamilton lidera TL2 dominado pela Mercedes na Austrália

LEIA MAIS: Fórmula 1 2019: conheça os pilotos que são novatos do grid

LEIA MAIS: Lewis Hamilton lidera primeiro treino na Austrália. Ferrari fecha top-3