Após polêmicas, Thiago Duarte Peixoto será o primeiro VAR da história do Paulistão

Um dos árbitros escalados para o jogo entre Novorizontino e Palmeiras neste sábado (23) será Thiago Duarte Peixoto. Ele estará na cabine do VAR, novidade das quartas de final do Paulistão.

Bia Palumbo
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação

Como a tecnologia do VAR será implantada a partir desta fase mata-mata, a escala de arbitragem para cada partida inclui 10 profissionais. São eles: Raphael Claus (árbitro), Danilo Ricardo Simon Manis (árbitro assistente 1), Luiz Alberto Andrini (árbitro assistente 2), Lucas Canetto Bellote (quarto árbitro), Thiago Duarte Peixoto (VAR), Fabricio Porfirio de Moura (AVAR1), Marcio Henrique de Gois (AVAR2), Carlos Donizeti Pianosqui (avaliador de vídeo), Ednilson Corona (avaliador de campo) e Gilberto Corrale (analista de protocolo).

ENTENDA COMO FUNCIONA A SALA DO VAR:

O lance mais polêmico da carreira de Thiago Duarte Peixoto aconteceu em fevereiro de 2017, na Arena Corinthians. Na ocasião, ele se confundiu ao expulsar um jogador do alvinegro no clássico contra o Palmeiras. Ele reconheceu o equívoco e até concedeu entrevista, algo incomum.

Do elenco atual do Palmeiras, sete participaram daquele clássico – Felipe Melo, Fernando Prass, Guerra, Jean, Thiago Santos, Raphael Veiga e Willian.

No Brasileirão de 2015, Thiago Duarte Peixoto expulsou o atacante Walter, que jogava pelo Athletico Paranaense e inclusive peitou o árbitro. No mesmo ano, durante o clásssico San-São, o então goleiro Rogério Ceni criticou o juiz ao dizer que ele queria “aparecer, ser a estrela do jogo”.

Súmula da partida entre Atlético-PR e Atlético-MG (Crédito da imagem: Reprodução)

Durante a primeira fase do Paulistão, a FPF (Federação Paulista de Futebol) realizou uma série de testes. No entanto, a estreia oficial será neste final de semana. O jogo entre Palmeiras e Novorizontino será no Estádio Dr. Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, no interior de São Paulo.

De acordo com o regulamento, o árbitro de vídeo pode ser acionado em quatro situações: gol/não gol, pênalti/não pênalti, cartão vermelho e identificação de jogador. Alguns dirigentes tiveram contato com o VAR durante o conselho técnico que definiu os confrontos das quartas de final. O Palmeiras não compareceu ao evento.

LEIA MAIS:
Enquete: qual é o confronto mais difícil das quartas de final do Paulistão? Vote!