Juventus e Cristiano Ronaldo não irão aos EUA para evitar investigações sobre estupro, diz jornal

O New York Times publicou nesta quarta-feira (20) uma notícia que mancha mais uma vez a imagem de Cristiano Ronaldo com a justiça. Segundo a matéria assinada pelo jornalista Tariq Panja, a Juventus, atual clube do atacante, evitará fazer a pré-temporada 2019/2020 nos Estados Unidos para “fugir” de uma possível detenção do português, que tem sido investigado por um suposto estupro cometido em 2009.

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Juventus

Organizadores de importantes competições de pré-temporada decidiram evitar a participação do clube italiano em torneios nos EUA, o que deve levar a Vecchia Signora à Ásia.

Com isso, a Juventus e Cristiano Ronaldo devem ficar fora da chave principal da International Champions Cup, torneio que reúne as principais equipes do mundo no país. A tendência é que os italianos participem do campeonato, mas em um grupo que usualmente fica na Ásia, e que na pré-temporada que vem será disputada na China e em Singapura.

Segundo o NY Times, Cristiano Ronaldo poderá enfrentar equipes da Premier League na disputa, como Tottenham e Manchester United, seu ex-clube. Os ingleses costumeiramente disputam a chave da Ásia, já que acumulam torcedores no continente.

A acusação de estupro
A ex-modelo Kathryn Mayorga revelou no ano passado que foi estuprada por Cristiano Ronaldo em 2009, em Las Vegas, no período em que o jogador passava férias pelos EUA. O atleta havia acabado de trocar o Manchester United pelo Real Madrid e teria pago 375 milhões de dólares por seu silêncio.

O atleta usou as redes sociais para dizer que a denúncia não passava de “fake news”, mas o jornal britânico The Sun chegou a publicar um suposto diálogo em que Cristiano confessava aos advogados que Mayorga dizia “não” e “pare” no momento do ato sexual.

As investigações seguem abertas pelo Departamento de Polícia Metropolitano de Las Vegas.

Leia mais:
Ídolo do Flamengo visita Vinicius Junior e deseja boa recuperação: “essa história terá muitos capítulos”