Mais de 100 mulheres promovem debate em evento no Corinthians

O Corinthians promoveu um debate, na Arena Corinthians, encerrando as ações da campanha #RespeitaAsMinas, no mês de março. O evento contou com a participação de mais de 100 mulheres. Elas debateram sobre violência, assédio, futebol e a participação delas no mercado de trabalho.

Fábio Dias
Jornalista formado pela Universidade Nove de Julho, com especialização em Jornalismo Esportivo pela Cursos Prado.Os 140 caracteres do Twitter não estavam sendo suficientes para analisar todos os jogos que o autor acompanha durante a semana. O mundo é uma bola, nada mais justo do que este perfil retratar todas as nuances do esporte mais sensacional que já inventaram. Análises táticas, técnicas e históricas sobre os campeonatos do Brasil e do Mundo, com olhar crítico, aqui no Torcedores.

Crédito: Mulheres são foco de debate realizado na Arena Corinthians, pelo programa "RespeitaAsMinas". (Foto: Rodrigo Coca/Corinthians)

Foram convidadas mulheres que se destacam no universo feminino, em debates mediados por Milene Domingues e Alline Calandrini.

O evento promoveu uma imersão no universo da mulher. Elas puderam desfrutar de sessões do tour gratuito de forma personalizada.

Em seguida, participaram de uma série de painéis. Entre os temas: violência contra a mulher, mulheres no esporte e presença feminina nos estádios.

Debates

A primeira mesa de debate tratou da violência contra a mulher. Estiveram presentes Raquel Gallinati (presidente dos delegados do estado de SP), Gabriela Mansur (promotora de justiça) e Dalva Christofoletti, madrinha do núcleo ADVB Mulher.

Em seguida, o debate foi sobre as “Mulheres no universo do esporte”. Marcaram presença Cris Gambaré (diretora de futebol feminino do Corinthians), Marcela Coelho (diretora do filme “A história de um sonho”) e Cristiane Ferreira (gerente de atendimento do Ibope Repucom).

Por fim, no terceiro painel, sobre a participação de mulheres no estádio, foram convidadas as representantes dos movimentos das torcedoras. Entre elas, torcedoras do Movimento Alvinegras, do Movimento feminino da torcida do Palmeiras e do Movimento SãoPraElas.

#RespeitaAsMinas

O movimento #RespeitaAsMinas foi criado, em função do Dia Internacional da Mulher em 2018, com o objetivo de alertar à sociedade para o combate ao assédio sexual e à violência contra a mulher.

No início deste mês, o Corinthians lançou um novo programa, na TV Corinthians, dedicado apenas para as mulheres.

No jogo contra o Oeste, no último dia 17, as mulheres pagaram meia-entrada para assistir à vitória do Corinthians por 1 a 0.

Durante o mês de março, foram promovidos debates, palestras e cursos gratuitos para as sócias torcedoras, como parte da celebração do mês da mulher.