Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mancha Verde conquista carnaval de São Paulo e torcida do Palmeiras comemora; veja

A Mancha Verde é a grande campeã do Carnaval de São Paulo 2019. A escola de samba fundada a partir da torcida organizada do Palmeiras conquistou seu primeiro título do Grupo Especial no último quesito, em apuração realizada no Sambódromo do Anhembi na tarde desta terça-feira (05), após disputa acirrada com a Acadêmicos do Tatuapé.

Dayvidson Soares
Jornalista, com passagens por Globoesporte.com, Lance! (Craque do Futuro) e Jornal Gazeta de Alagoas. Apaixonado por futebol e boas histórias.

Crédito: Sergio Ortiz/ Mancha Verde/ Divulgação

Torcedores do Palmeiras usaram as redes sociais para comemorarem a vitória da Mancha Verde. Confira:

Foram nove quesitos julgados em ordem definida por sorteio: bateria, samba-enredo, evolução, fantasia, harmonia, comissão de frente, mestre sala / porta bandeira, enredo e alegoria. Cada quesito foi avaliado por quatro jurados com notas de 9,0 a 10,0 fracionadas em décimos (a pior nota era descartada e só seria considerada como critério de desempate).

Nas primeiras posições desde o início da apuração, a Mancha assumiu a liderança no quesito alegorias. A escola terminou com a pontuação 260, máxima possível, e, mesmo considerando as descartadas, teve apenas uma nota que não foi 10.

A escola palmeirense apresentou o enredo “Oxalá, salve a princesa! A saga de uma guerreira negra” na primeira noite de desfiles e contou a história de Aqualtune, princesa do Congo capturada, trazida para o Brasil como escrava e que se tornou avó materna de Zumbi dos Palmares segundo a tradição popular. Com o tema escolhido pelo presidente da agremiação, Paulo Serdan, e desenvolvido pelo carnavalesco carioca Jorge Freitas, a Mancha trouxe para a avenida questões como a escravidão, a intolerância religiosa e a luta pelos direitos dos negros e das mulheres.

Viviane Araújo foi madrinha de bateria pelo 13º ano consecutivo – a atriz desfila pela escola desde 2007. Ela volta para o Sambódromo do Anhembi com a Mancha Verde na próxima sexta-feira (08) para participar do desfile da Desfile das Campeãs, junto com as outras quatro escolas mais bem colocadas.

No Carnaval de São Paulo desde 1996 como Bloco Carnavalesco e desde 2000 como Escola de Samba, a Mancha Verde chegou à elite do Carnaval paulistano pela primeira vez em 2005 e ficou bem perto do título no ano passado, terminando a apuração em 3º lugar empatada em pontos com a campeã Acadêmicos do Tatuapé, com a Mocidade Alegre (vice) e com a Tom Maior (4ª colocada). Em 2015, meses após o centenário do Palmeiras, a agremiação homenageou o clube com o enredo “Quando surge o Alviverde Imponente, 100 anos de lutas e glórias”, celebrando em suas fantasias, samba e carros alegóricos a história e os ídolos do Verdão.

LEIA MAIS:

Junior Barranquilla x Palmeiras: Veja a provável escalação do Verdão para a estreia na Libertadores