Manchester City anuncia plano para compensar vítimas de abuso sexual

O Manchester City lançou nesta terça-feira, 12, um plano de compensação financeira e apoio às vítimas de abuso sexual por parte de dois ex-treinadores da base do clube. O clube reiterou a sua “sincera solidariedade para com todas as vítimas pelas experiências inimaginavelmente traumáticas que suportaram”.

Gabriel Dias
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Manchester City

A ação se aplica principalmente aos jovens que foram vítimas dos crimes cometidos por Barry Bennell, ex-treinador da formação do City que foi condenado, no ano passado, a 30 anos de prisão, devido a 50 crimes sexuais cometidos entre 1979 e 1991; e, alegadamente, pelo já falecido John Broome, que trabalhou como treinador nas camadas jovens do clube nos anos 60.

A campanha do City será focada em um acordo financeiro com os garotos violentados, levando em consideração a gravidade dos atos, danos psicológicos e possíveis perdas na vida pessoal após os crimes.

Segundo o clube, “todas as vítimas tinham o direito de esperar proteção total contra o tipo de dano que resultou do abuso sexual que sofreram quando eram crianças”.

O clube inglês explicou que não pode entrar em detalhes sobre o plano, devido às investigações em curso a John Broome. Mas, de acordo com os jornais ingleses, algumas vítimas vão receber milhões de libras.

Leia mais:

Evra tira sarro de reclamação do PSG à Uefa por festa na classificação do United

Após classificação na Champions, Andreas Pereira diz que Manchester United lutará pelo título