Futebol

Pintado opina sobre episódio com goleiro Jean: “Me deixa revoltado”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Foto: São Caetano rebaixado com Pintado

Crédito: Divulgação/Facebook AD São Caetano

O técnico Pintado, que atualmente dirige o São Caetano, concedeu entrevista na última terça-feira (19) ao programa Nossa Área, da Rede Bandeirantes. Durante a conversa, ele opinou sobre o episódio que envolveu o goleiro Jean e também o técnico Vagner Mancini no São Paulo. 

 

Indignação

 

Com passagem histórica pelo São Paulo entre os anos 80 e 90, Pintado, atualmente técnico do São Caetano, analisou o momento que vive o clube tricolor. Na segunda-feira (18), a crise ganhou rumos ainda maiores, com a discussão entre Jean e Mancini. Além disso, o ato culminou com suspensão por tempo indeterminado ao goleiro. O fato consequentemente gerou muitas análises e opiniões.

Pintado mostrou toda sua indignação.

“Para mim, é algo que não consigo entender. Me deixa revoltado”, exclamou.

Com passagem pelo clube paulistano como auxiliar técnico entre 2016 e 2017, Pintado disse ter passado por situações semelhantes.

“Eu pelo menos, que estive lá dentro algum tempo atrás, a gente acaba percebendo que alguns atletas têm uma ideia de que são maiores do que o São Paulo”, afirmou.

“Eles acham que o São Paulo faz favor para eles, ou eles fazem favor para o São Paulo”, completou.

 

Soluções

 

O atual técnico do São Caetano opinou também sobre como contornar essa situação.

“Não é esse o caminho. Eu acho que esses atletas deveriam ser informados sobre onde eles estão jogando, sabendo a história do clube, sabendo a maneira de se trabalhar dentro do São Paulo, que é um clube que respeita e que dá todas as condições para o profissional”, defendeu.

 

Outra época

 

Pintado também refletiu sobre o que ocorreria caso o fato tivesse ocorrido em sua época.

“Tento transferir para o tempo que eu jogava no São Paulo, com o Telê, isso jamais aconteceria. Acho que o São Paulo precisa rever muitas coisas para que isso não aconteça”, salientou.

 

Efeitos do ocorrido

 

O técnico comentou também sobre os impactos que a atitude poderá causar no ambiente interno do clube e também no elenco.

“Acho que isso marca e fica muito mal para a imagem do clube”, opinou.

“Eu acho que é uma falta de respeito com o grupo, com seus atletas. Imagine os outros jogadores da mesma posição, o que estariam pensando”, completou.

Pintado analisou também os efeitos na torcida.

“Uma situação muito triste, muito chata. Isso tem um peso muito grande, não só dentro do grupo, mas também externa para a torcida essas dificuldades que o São Paulo vem encontrando”, disse.

 

Reencontro com Pintado

 

Pintado e o São Paulo se reencontraram nesta quarta (20). O São Caetano empatou com o São Paulo e acabou rebaixado à Série A-2 2020. O time da capital conseguiu avançar às quartas.

O duelo ocorreu no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul, e teve início às 21h30.

 

 

Leia mais: Massacre de Suzano: balão de jogo do Corinthians é encontrado na cidade

Juventus e Cristiano Ronaldo não irão aos EUA para evitar investigações sobre estupro, diz jornal