Torcedores – Notícias Esportivas

Há 25 anos, Senna corria pela última vez no Brasil; relembre a corrida

A semana em que completaria 59 anos de idade também traz de volta outras lembranças sobre Ayrton Senna. Neste dia 27 de março se completam 25 anos da última corrida de Senna no Brasil.

Antonio Carlos Junior
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Williams

Ainda não conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique aqui e se inscreva!

O último final de semana de março marcava o início da temporada de Fórmula 1 de 1994. A abertura da temporada foi no Brasil, no autódromo de Interlagos, onde Senna havia vencido no ano anterior.

Senna estreava pela Williams, equipe mais forte do grid de largada e campeã nas duas temporadas anteriores. Até por isso, era o grande favorito ao título do campeonato e a vencer a corrida. As previsões foram acertadas no treino qualificatório de sábado, quando Senna conseguiu a pole-position, sua 63ª na carreira, com o tempo de 1min15s962. O jovem em ascensão, Michael Schumacher, garantiu a segunda posição com a Benetton.

Na largada o brasileiro deu uma leve patinada, mas conseguiu se manter em primeiro. Schumacher largou mal e foi ultrapassado por Jean Alesi, da Ferrari, no entanto, o alemão recuperaria a segunda posição na volta seguinte. A partir daí o duelo foi dos dois – Alesi, terceiro colocado se encontrava há 20 segundos de Schumacher com apenas 15 voltas.

O excelente trabalho da Benetton durante a parada nos boxes na 22ª volta inverteu os lugares, Schumacher assumiu a liderança e abriu 4s de vantagem para Senna. Lá atrás, Eddie Irvine, companheiro de Rubens Barrichello na Jordan, fechou Jos Verstappen, da Benetton e capotou sobre o carro de Martin Brundle, da McLaren. Irvine receberia duas corridas de suspensão pelo acidente.

Com dificuldades para se aproximar de Schumacher, Senna parou nos boxes para seu segundo pit-stop, o Alemão iria na volta seguinte e retornaria com 9s de vantagem. O talento do tricampeão e problemas de Schumacher com retardatários fizeram Senna diminuir a diferença para 5s. A recuperação, no entanto, não duraria muito. Faltando apenas 16 voltas para o fim, o brasileiro perdeu o controle do carro na subida da Junção e abandonou seu último GP do Brasil.

Schumacher se aproveitou do acidente e diminuiu o ritmo para garantir a vitória, sua primeira em Interlagos e terceira na carreira. O companheiro de Senna, Damon Hill, conseguiria a segunda posição e Alesi fecharia o pódio. Rubinho alcançou a quarta colocação, seu melhor resultado na F1 até aquele momento.

Confira momentos da corrida:

LEIA MAIS

Há 35 anos, Ayrton Senna estreava na Fórmula 1; relembre a corrida