Se mantiver a média de jogos, Henrique atingirá marca histórica no Cruzeiro

Homem de confiança do técnico Mano Menezes, Henrique está de contrato renovado com o Cruzeiro. Caso cumpra todo o vínculo assinado, que agora vai até 2020, o volante irá completar 12 temporadas defendendo as cores da Raposa e pode chegar a figurar entre os cinco atletas que mais vestiram a camisa estrelada.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro/divulgação

Neste momento, Henrique é o jogador de número nove que mais entrou em campo na história do Cruzeiro, com 464 partidas. Levando em consideração que o volante ainda tem pelo menos mais duas temporadas na Raposa, poderá alcançar Raul Plassmann, que possui 557 e atualmente ocupa a quinta colocação.

Um fato interessante em relação ao novo contrato assinado é que ao fim de 2020, o Cruzeiro poderá aumentar o vínculo por mais um ano, fato que contribuiria com que Henrique pudesse, inclusive, chegar a ser o terceiro atleta que mais defendeu a Raposa. Isso claro, se o volante conseguir manter a média de 52 partidas por temporada. Desta forma, o montante de jogos passaria para 614, números maiores que o de Piazza e Dirceu Lopes, duas lendas da história celeste e que foram campeões da Libertadores no ano de 1976.

Desde a sua primeira passagem no Cruzeiro, Henrique conquistou o Campeonato Brasileiro dos anos de 2013 e 2014, as Copas do Brasil de 2016 e 2017, além do Mineiro dos anos de 2008, 2009, 2011, 2014 e 2018. Do atual elenco, o camisa 8 só não é mais vencedor que o goleiro Fábio. O camisa 1 ocupa o posto de atleta que mais entrou em campo pelo clube estrelado.

LEIA MAIS:

PRESIDENTE DO CRUZEIRO FALA SOBRE MANUTENÇÃO DO ELENCO E INTERESSE DO GRÊMIO EM MURILO