Thiago Marreta quer enfrentar vencedor de Jones vs. Smith na UFC International Fight Week 2019; saiba mais

O brasileiro Thiago Marreta, após nocautear o polonês Jan Blachowicz na luta principal do UFC Praga (UFC Fight Night 145), que foi realizado no último sábado (23), na O2 Arena em Praga, capital da República Tcheca, já havia pedido para lutar pelo cinturão dos meio-pesados que pertence atualmente, ao norte americano Jon ‘Bones’ Jones.

Dario Ferrari Rocha Teixeira
Escrevo sobre lutas em geral no Torcedores.com. São Paulino, fã do New England Patriots, Los Angeles Lakers e Los Angeles Dodgers. Noivo da Thays Gomes Lima.

Crédito: Facebook: UFC.

Em Las Vegas para acompanhar sua companheira de treinos Polyana Viana e assistir o duelo entre Jon Jones que colocará em jogo o cinturão ante seu compatriota Anthony Smith no main event do UFC 235 que acontecerá no próximo sábado (02), na T-Mobile Arena em Las Vegas, Nevada, nos Estados Unidos, Thiago Marreta concedeu uma entrevista ao ‘Combate.com’, reiterando o desejo pelo cinturão, mas, desta vez, afirmando que quer lutar já no dia 06 do mês de Julho de 2019, data em que o UFC 239 deverá acontecer, apenas quatro meses depois de sua luta e também, da luta de quem vencer o duelo entre Jones e Smith.

“Gostaria de lutar na International Fight Week (que sempre acontece em Julho), disputando o cinturão. Quero muito ter a oportunidade de disputar o cinturão e poder enfrentar o vencedor dessa luta. A gente vai ficar lá de olho (…). Acho que sim (sou o próximo a lutar pelo título). Olhando para frente, o terceiro do ranking vai disputar o cinturão e acabei de vencer o quarto. Acho que é a minha hora, fiz por merecer. Não vejo mais ninguém. O Gustafsson já disputou o cinturão e não é mais a vez dele, vai ter que fazer mais uma ou duas lutas. É a minha vez, é a minha oportunidade e quero muito isso”, disse Marreta.

Thiago Marreta e a suspensão médica:

Thiago Marreta, que pegou apenas sete dias de suspensão médica, na mesma entrevista, ainda afirmou que terá de fazer uma ressonância em seu pé esquerdo que está muito inchado, mesmo uma semana após a luta em Praga.

“Vou fazer a ressonância na sexta-feira para saber a gravidade e avaliar se é caso cirúrgico ou não, mas, mesmo que seja, é menisco, e nesse caso fico só duas semanas parado. Se me derem uma luta, acho que não vai ser problema”, finalizou.

Leia também no TORCEDORES.COM:

JON JONES MOSTRA RESPEITO A ANTHONY SMITH E AFIRMA: “MOSTRAREI TODA DEDICAÇÃO, ENERGIA E ATENÇÃO”

NICK NEGUMEREANU SUBSTITUI GOKHAN SAKI E ESTREIA ANTE SAPARBEG SAFAROV NO UFC LONDRES