Agora ex-Flamengo, Juan admite que futebol praticado no Brasil é ‘bem abaixo’ do resto do mundo

Carreira sólida na Europa e no Brasil e respeito de praticamente todas as torcidas. Juan encerrou a carreira no último sábado (27), contra o Cruzeiro, e agora como ex-jogador do Flamengo admitiu que o nível técnico do futebol brasileiro está abaixo do resto do mundo.

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Sportv

No programa Bem, Amigos, do Sportv, Juan foi questionado sobre o assunto e disse o que faria para tentar melhorar o esporte no Brasil. O ex-zagueiro revelou que um de seus maiores incômodos é a saída precoce de vários jovens jogadores.

“Todo mundo tem que sentar e pensar em um planejamento sério para que o nosso futebol volte a ser o melhor do mundo, principalmente dentro do Brasil. Material humano tem. Basta ver que os melhores times (do mundo) sempre tem brasileiros”, apontou Juan.

“Infelizmente nós perdemos muitos jogadores cedo, até para ligas inferiores que a nossa. Prejudica nosso nível técnico. O nível que se joga no Brasil está bem abaixo por esse fato, muito jogador novo, em potencial, que sai. Eu acompanho muito a base, se joga um futebol interessante, mas que não dá sequência no profissional. A pressão que se colocou hoje no futebol profissional também interfere muito, o fato dos jogadores crescerem com a intenção de sair.”

A CBF organizou uma espécie de ‘conselho de notáveis’ para discutirem o futebol brasileiro. Várias pessoas criticaram a ideia proposta, especialmente por se tratarem de nomes que sequer estão em atuação no futebol.

Leia mais:
Cássio revela que ‘nem no sonho mais perfeito’ imaginava ser ídolo do Corinthians