Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

André Jardine elogia jogadores da nova geração do São Paulo: “Se mostraram talentosos”

Vencedor na base são-paulina, o atual técnico da seleção brasileira sub-20 faz elogios aos jovens jogadores que estão hoje na equipe profissional.

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Lucas Figueiredo/ CBF

O atual técnico da seleção brasileira sub-20, André Jardine, elogiou a nova geração de jogadores formados no CT de Cotia e que estão agora no time profissional do São Paulo. Embora tenha sido vitorioso nas categorias de base do cube, o ex-treinador, demitido em fevereiro, lamenta que as coisas não aconteceram conforme o esperado em sua curta passagem pelo time principal.

Em participação no programa “Mesa Redonda”, da TV Gazeta, na noite de domingo (14), Jardine disse que foi efetivado como técnico do São Paulo, no fim da temporada de 2018, justamente por ser admirador de um estilo de jogo ofensivo.

Sempre fui um admirador do jogo pra frente, da capacidade das equipes de construírem seus gols. Quando cheguei no São Paulo, vi a grande chance de potencializar o que eu acreditava de futebol, porque o clube tem como característica ter jogadores técnicos“, declarou.

Depois da saída de Diego Aguirre, André Jardine foi efetivado como treinador da equipe profissional. Com a boa safra de jovens talentos na base, o técnico passou então a ser a esperança dos torcedores de que o São Paulo mostraria dentro de campo uma postura mais arrojada, de propor o jogo e ir para cima dos adversários. Porém, os resultados ficaram abaixo do esperado e a eliminação na primeira fase da Copa Libertadores da América, diante do inexpressivo Talleres, da Argentina, em pleno Morumbi, decretou sua demissão.

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

Crédito: Érico Leonan/ saopaulofc.net

Acho que com a Pré-Libertadores, se colocou uma pressão muito rápida de conquistar vitórias e formatar uma equipe. Nesse episódio da minha carreira, acabei não conseguindo sucesso“, disse ao programa da TV Gazeta.

Como técnico na base do São Paulo, Jardine conquistou 33 títulos. Entre eles, foi bicampeão da Copa do Brasil sub-20, em 2015 e 2016, e campeão da Copa Libertadores sub-20 de 2016. O excelente trabalho foi fundamental para que, no início de abril, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) o chamasse para ser técnico da seleção sub-20, além de passar a fazer parte de todo o planejamento da modalidade na gestão do novo presidente da entidade, Rogério Caboclo. A principal missão do ex-treinador do São Paulo é recuperar o futebol e o prestígio da equipe brasileira sub-20, após o fracasso no torneio sul-americano disputado em janeiro deste ano.

Ao “Mesa Redonda”, o treinador ainda falou sobre seu desempenho na base são-paulina: “Tive a sorte de ter gerações muito talentosas. Esses meninos se mostraram talentosos. Foi esse trabalho que me credenciou a estar na Seleção Sub-20“. André Jardine está agora a frente de todas as categorias oficiais de base da CBF: sub-15, sub-17 e sub-20.

LEIA MAIS

Visão de repórter: Empate sem gols ficou barato para o Corinthians; São Paulo merecia melhor sorte

São Paulo: Lugano volta a reclamar e compara pênalti de 2014 dado ao Corinthians