DESTAQUE

Mais um caso: Ashley Young é vítima de racismo após derrota do Manchester United

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: MIAMI GARDENS, FL - AUGUST 04: Ashley Young #18 of Manchester United in action against Liverpool in the Guinness International Champions Cup 2014 Final at Sun Life Stadium on August 4, 2014 in Miami Gardens, Florida. (Photo by Chris Trotman/Getty Images)

Um triste rotina toma conta do futebol mundial. Após os casos envolvendo Raheem Sterling, Moise Kean e Mohamed Salah, agora foi a vez de Ashley Young, capitão do Manchester United, sofrer insultos racistas. O ataque de intolerância ocorreu pelos próprios torcedores, após o jogo, nas redes sociais.

Depois da derrota do United por 3 a 0 diante do Barcelona no Camp Nou, o que culminou com a eliminação dos ingleses, Ashley Young foi considerado um dos principais culpados e, por consequência disso, foi alvo de mais um caso de racismo, especialmente via Twitter.

“Outro jogador negro, desta vez Ashley Young, foi alvo de racismo nas redes sociais. Novamente, perguntamos ao Twitter a mesma questão: quando vocês vão levar a sério a ação de excluir discriminação da plataforma?”, protestou a “Kick it Out” contra o Twitter. A entidade inglesa age contra o racismo no futebol e em outras áreas da sociedade.

O Twitter, em comunicado oficial, garantiu que não tolera qualquer comportamento de ódio na plataforma.

LEIA MAIS:

“Falta de respeito”; veja como imprensa espanhola reagiu a Philippe Coutinho