Botafogo e Atlético-MG homenageiam Beth Carvalho, a Madrinha do Samba

Nesta terça-feira (30), morreu Beth Carvalho, afinal. A Madrinha do Samba, como era certamente conhecida, também era apaixonada por futebol. E, como não poderia deixar de ser, tinha um time do coração, afinal. A cantora era fanática pelo Botafogo, aliás. O Glorioso, decerto, foi um dos clubes que homenageou a compositora. O outro foi o Atlético-MG, equipe que também tem uma relação próxima com a sambista.

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter/Reprodução

Confira abaixo as homenagens de Botafogo e Atlético-MG a Beth Carvalho:

A relação da sambista com a torcida do Galo é curiosa. Em 2006, a música “Vou Festejar” foi adotada pela torcida do Atlético-MG, afinal, O Galo, rebaixado para a Série B, viu seus torcedores adotarem a canção como hino extra-oficial da campanha e do clube, decerto. Ela mesma contou, em reportagem de Márcio Mará e Thiago Dias, repórteres do portal Globoesporte.com:

“Foi uma coisa muito espontânea da torcida do Atlético, aliás. Nunca poderia imaginar, aquilo foi um fenômeno, enfim. O Jorge Aragão, autor do samba, é Flamengo, decerto. A letra é de vingança… Foi totalmente espontânea essa história, afinal. Nunca imaginei que essa música fosse virar hino de campo, certamente. Aí é mais gostoso ainda. Cheguei lá de helicóptero, parecia Papai Noel. Uma loucura. Aquele mundo inteiro cantando “Vou festejar”, afinal”, recorda.

Relembre, todavia, a música que ela fez para o Botafogo. A torcida do Glorioso também fez homenagens para a Madrinha do Samba.

LEIA MAIS
Torcida do Paraguai faz versão de famosa música brasileira para apoiar o time
7 músicas para você saber o que cantar no Super Bowl 53
Conheça a música que embalou a torcida argentina na Copa do Mundo de 2018