Apesar de prometer dedicação, meia do Inter pede mais oportunidades: “É normal ficar cabisbaixo”

O começo de 2019 foi difícil para Camilo. Cotado para sair do Inter, ele sequer estava inscrito no Campeonato Gaúcho até o final de fevereiro. Caxias x Internacional, porém, pode ter marcado o começo da volta por cima do meia. Aparentemente, até mesmo o astral do jogador mudou. Em entrevista coletiva, ele deu a entender que quer mais oportunidades para jogar.

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Ricardo Duarte/SC Internacional

Antes de deixar subentendido o que espera da comissão técnica, Camilo não deixou de demonstrar desapontamento. “Em um certo momento, é normal você ficar cabisbaixo. Ainda mais quando o assunto é não poder ajudar nem estar inscrito em alguma competição. Mas eu nunca deixei de ser profissional. Voltei a acreditar quando vieram as inscrições no Campeonato Gaúcho e na Copa Libertadores da América. Fiquei muito feliz com isso. É uma recompensa a todo o meu dia a dia de trabalho, com o grupo e com todos os profissionais do Internacional”, comentou.

Apesar das palavras lacônicas e da volta por cima, Camilo prometeu não perder o foco em momento algum. “O que mais me corrói é que quero permanecer e mostrar sequência no Colorado. Sequência que, aliás, ainda não tive. Quero mostrar o meu valor desde a minha chegada. Pude contribuir na Série B, no ano passado, claro, mas estou com a cabeça em ficar aqui, de fazer algo, de deixar meu nome marcado. Algumas equipes me procuraram, mas optei em permanecer. No meu entender, vou cumprir o contrato até o fim. Se eu vou ficar ou não, não tenho como saber, esse assunto é com a diretoria e com o meu empresário. Nunca deixei de trabalhar e sigo muito focado”, finalizou.

LEIA MAIS
Mercado da Bola: Marquinhos Gabriel interessa ao Grêmio
No Twitter, torcedores do Inter comemoram renovação de contrato de Odair Hellmann
Eleição do Internacional têm mais eleitores que mais de 5 mil cidades brasileiras