Com campeões olímpicos, Sesi e Taubaté começam a decidir Superliga Masculina de Vôlei

Uma reunião de campeões olímpicos, assim pode ser definida a decisão da Superliga Masculina de Vôlei 2018/2019. Nesta terça-feira (23), às 21:30h, Sesi-SP e Taubaté começam a decidir a competição. Em quadra estarão seis dos 12 jogadores medalhistas de ouro nos Jogos do Rio 2016.

Lucas Meireles
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial da CBV - Confederação Brasileira de Vôlei

A Superliga Masculina de Vôlei é uma das competições mais disputadas do mundo. Por isso, não é de se estranhar a presença de tantos jogadores de alto nível. A final da edição 2018/2019 vai colocar frente-a-frente metade dos atuais campeões olímpicos. São três em cada equipe.

Pelo lado do Sesi-SP, time de melhor campanha da competição, estarão presentes Willian, Lipe e Éder. O levantador e principal destaque da equipe, inclusive, classificou como “um luxo” a presença destes jogadores.

“Você vê que os campeões olímpicos ainda estão jogando em alto nível e estão conseguindo levar suas equipes a disputar finais. É um ingrediente a mais. É muito legal pensar nisso. É um atrativo a mais para o público. Ter a metade dos campeões olímpicos em uma final é um luxo”, disse Willian, em entrevista ao “Globoesporte.com”.

Enquanto isso, do lado do Taubaté, atuam os medalhistas de ouro Lucão, Lucarelli e Douglas Souza. O time de azul e branco cresceu após a chegada do técnico da Seleção Brasileira, Renan Dal Zotto. Tendo despachado o atual pentacampeão Cruzeiro nas semifinais.

“Cada vez mais os principais times estão conseguindo manter os principais jogadores da seleção brasileira no país. Devido a esse grande nível técnico dos jogadores vai ser uma final espetacular”, afirmou Lucão.

Esta é a primeira vez que Sesi-SP e Taubaté se enfrentam em uma final da Superliga. Atual vice-campeão, o time de vermelho, preto e branco quer conquistar o segundo título de sua história. O único até agora foi conquistado em 2011. Enquanto isso, o time de Dal Zotto chega, de forma inédita, à final da competição.

Final na melhor de cinco

Outra novidade é que está será a primeira final a ser disputada em uma melhor de cinco jogos. Antes, a decisão vinha sendo disputada em partida única desde a edição 2005/2006. A primeira será disputada na Vila Leopoldina.