Esportes Radicais

Griffin Colapinto e Sebastian Zietz estão fora do Rip Curl Pro Bells Beach de 2019

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: WSL/Sloane

O californiano Griffin Colapinto e o havaiano Sebastian Zietz estão fora do Rip Curl Pro Bells Beach, etapa do Championship Tour que acontece em Victoria, Austrália.

Griffin ainda recuperava-se de uma lesão no joelho sofrida durante uma trip ao Marrocos há pouco menos de dois meses, mas acabou sentindo fortes dores ao mandar um layback no treino em Bells Beach.

Sebastian Zietz, por sua vez, abriu de mão da etapa para acompanhar o nascimento da sua primeira filha, Pua.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva

Com os desfalques, a WSL convidou dois australianos. O jovem Xavier Huxtable, vice-campeão da triagem com atletas da Rip Curl, será o substituto de Griffin. Reef Heazlewood – dono de boas apresentações na Gold Coast – será o substituto de Zietz.

View this post on Instagram

So if you haven’t heard, I got a grade 2 tear in my MCL about a month and a half ago. I have been working my ass off to get back to 100%. I had been healing extremely fast. I surfed the Quik pro at about 80% and was fine. Then after that I didn’t surf for another week while instead getting stronger and improving my knee. I then came over here to Bell Beach and felt great. About 90% healed. Yesterday I went for my 2nd session since my heat on the Goldy. I felt great! Maybe a little too good. I got too comfortable. About an hour into it I went for an under the lip layback and reinjured it. Fortunately I haven’t made it any worse than the first time but it may set me back a few more weeks. So I’ve had to pull out of the Bells Beach event. It is what is. I’m really excited to have another challenge and time to strengthen my weaknesses. Let’s Go! Photo: @duncanm

A post shared by Griffin Colapinto (@griffin_cola) on

Saiba tudo sobre surf em Quebrando Quilha!

Nas redes sociais, Griffin lamentou a contusão. “Se você ainda não ouviu, eu tive uma lesão de grau 2 no Ligamento Medial Colateral há cerca de um mês e meio. Vinha trabalhando duro para voltar a ficar 100%. Estava me curando extremamente rápido. Surfei no Quik Pro em torno de 80% e estava bem. Depois disso, não pude surfar por mais uma semana, ficando mais forte e melhorando meu joelho. Então eu vim aqui para Bells Beach e me senti ótimo. Cerca de 90% curado. Ontem eu fui para a minha segunda sessão desde a minha bateria na Goldy. Eu me senti ótimo! Talvez um pouco bom demais. Eu fiquei muito confortável. Aproximadamente uma hora depois, tentei um layback e acabei por machucar o joelho. Felizmente não piorou, mas isso pode me atrasar mais algumas semanas. Então, tive que desistir do evento em Bells Beach. Estou muito empolgado por ter outro desao e tempo para fortalecer minhas fraquezas”.

Confira como ficaram as baterias da primeira fase: 

1 Owen Wright (AUS), Jeremy Flores (FRA) e Jadson André (BRA)

2 Jordy Smith (AFR), Adrian Buchan (AUS) e Jack Freestone (AUS)

3 Filipe Toledo (BRA), Xavier Huxtable (AUS) e Kelly Slater (EUA)

4 Italo Ferreira (BRA), Ezekiel Lau (HAV) e Caio Ibelli (BRA)

5 Julian Wilson (AUS), Joan Duru (FRA) e Jacob Wilcox (AUS)

6 Gabriel Medina (BRA), Ryan Callinan (AUS) e Harry Mann (AUS)

7 Conner Con (EUA), Michael Rodrigues (BRA) e Leo Fioravanti (ITA)

8 Kolohe Andino (EUA), Seth Moniz (HAV) e Soli Bailey (AUS)

9 Wade Carmichael (AUS), Yago Dora (BRA) e Ricardo Christie (NZL)

10 Michel Bourez (PLF), Reef Heazlewood (AUS) e Deivid Silva (BRA)

11 John John Florence (HAV), Willian Cardoso (BRA) e Jessé Mendes (BRA)

12 Kanoa Igarashi (JAP), Mikey Wright (AUS) e Peterson Crisanto (BRA)

Leia mais: Como filha de Bob Marley levou a seleção feminina da Jamaica ao Mundial

Sul-Americano sub-17: Brasil x Colômbia tem gol olímpico e de cobertura; assista

Mulheres pedem inclusão da categoria feminina em todos os eventos de surfe