Hugo Calderano é eliminado por campeão olímpico do Mundial de Tênis de Mesa

A saga de Hugo Calderano no Mundial de Tênis de Mesa, em Budapeste (HUN), se encerrou nesta quinta-feira (25). O brasileiro foi eliminado do torneio nas oitavas de final pelo chinês Ma Long, campeão olímpico de simples nos Jogos do Rio-2016.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/ITTF

O chinês venceu o brasileiro pelo placar de 4 sets a 1. Com a torcida o incentivando, Calderano começou o jogo brigando de igual para igual com Long e vencendo por 11 a 8. No segundo, viu o chinês começar a reagir e perdeu pelo mesmo placar. Daí em diante, um domínio do campeão olímpico, que venceria os dois sets seguintes com tranquilidade (11 a 1 e 11 a 3). No set final, o brasileiro tentou reagir, mas novamente perdeu por 11 a 8.

“Foi uma experiência muito boa, vou continuar treinando para ganhar dele e dos outros atletas que eu jogar no futuro. Não posso dizer que fiquei satisfeito, pois sempre quero ir além. Sei que tenho a capacidade de enfrentar os melhores. Mas é muito difícil manter a regularidade e a consistência”, disse Calderano segundo o Estado de São Paulo.

“Foi um jogo muito difícil, joguei muito bem os dois primeiros sets e fiz pressão nele. Mas ele é um jogador muito forte e quase não comete erros. Ele ganhou o segundo set, se relaxou mais e o nível dele cresceu bastante. Não consegui manter o nível alto depois que ele começou a jogar bem”, acrescentou.

Hugo Calderano se junta a Ubiraci Rodrigues da Costa (1961) e Cláudio Kano (1987) como as melhores campanhas do Brasil na história do Mundial de Tênis de Mesa. E segue sendo o sétimo colocado do ranking mundial do esporte.

LEIA MAIS

Edmílson avalia trabalho de Tite e critica postura atual de alguns jogadores no futebol: “Parecem intocáveis”

Mais uma! Drussyla também pede dispensa da seleção feminina de vôlei

(Crédito da foto: Divulgação/ITTF)