Jogador do Cruz Azul marca gol 10 mil da história do Estádio Azteca; veja

Milton Caraglio foi o principal destaque da vitória do Cruz Azul sobre o Querétaro por 3 a 0, pela 13ª rodada do Campeonato Mexicano. O atacante argentino foi à rede duas vezes.

Fábio Dias
Jornalista formado pela Universidade Nove de Julho, com especialização em Jornalismo Esportivo pela Cursos Prado.Os 140 caracteres do Twitter não estavam sendo suficientes para analisar todos os jogos que o autor acompanha durante a semana. O mundo é uma bola, nada mais justo do que este perfil retratar todas as nuances do esporte mais sensacional que já inventaram. Análises táticas, técnicas e históricas sobre os campeonatos do Brasil e do Mundo, com olhar crítico, aqui no Torcedores.

Crédito: Milton Caraglio marcou o gol de número 10 mil da história do Estádio Azteca. (Foto: Reprodução/Cruz Azul)

O jogador do Cruz Azul entrou para a história ao marcar o gol de número 10 mil da história do Estádio Azteca. Caraglio marcaria, ainda, o gol de número 10.001, em cobrança de pênalti.

O fato representa um recorde mundial. Nenhum outro estádio no mundo presenciou tantos gols como o Coloso de Santa Úrsula, como é conhecido.

E, curiosamente, foi um brasileiro quem marcou o primeiro gol da história do Azteca. Arlindo dos Santos, jogador revelado pelo Botafogo, jogava pelo América do México.

Em 29 de maio de 1966, o meio-campista abriu o placar, na partida que terminaria empatada por 2 a 2 contra o Torino-ITA.

Estádio recebeu duas finais de Copa do Mundo

O lendário estádio mexicano foi fundado em 1966 e sediou duas finais de Copa do Mundo. Em 1970, o Brasil foi campeão ao golear a Itália, por 4 a 1. A exibição de Pelé e cia é considerada das maiores da história da seleção brasileira.

Já em 1986, a Argentina foi campeã superando a Alemanha, na decisão, por 3 a 2. Antes, nas quartas de final, o Azteca também recebeu a partida entre Argentina e Inglaterra. Maradona marcou duas vezes. O gol com “la mano de Dios” e o gol em que enfileirou meio time inglês.