Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Quatro jogadores do Vasco que podem decidir contra o Santos

O Vasco decide sua vida na Copa do Brasil nesta quarta-feira (24), contra o Santos, às 19h15, pela quarta fase do torneio. Após perder o jogo de ida por 2 a 0, a equipe carioca precisa devolver o placar para que a vaga seja decidida nos pênaltis, ou vencer por três gols de diferença para se classificar. O Torcedores.com lista quatro jogadores que podem ser decisivos para o Cruzmaltino.

Daniel Gois
Estudante de jornalismo da Universidade Católica de Santos. No Torcedores desde janeiro de 2017, escreve sobre futebol, basquete, formula 1 e eventualmente games.

Crédito: Rafael Ribeiro / Vasco

Maxi López

Jogar para frente é a única opção do Cruzmaltino. Pressionar a saída de bola santista será essencial, já que o time de Jorge Sampaoli prima pela posse de bola e está em vantagem. Para essas duas funções, Maxi López pode ser um diferencial. O oportunismo e a experiência do argentino podem ser fundamentais.

Lucas Santos

Não basta apenas experiência. Velocidade e individualidade também serão necessários para o Vasco se classificar. Destaque na Copa São Paulo deste ano, o meia Lucas Santos desponta como uma das promessas do futebol brasileiro e pode contribuir para esses quesitos.

Marrony

O companheiro de Maxi López no ataque deve ser o jovem Marrony, que foi um dos goleadores do Vasco no Campeonato Carioca. O jogador se destaca pelo oportunismo e agilidade próximo à grande área.

Yago Pikachu

Principal jogador do Vasco na temporada 2018, Yago Pikachu deve ser um dos nomes mais acionados contra o Santos. O lateral será escalado por Marcos Valadares na ala direita, onde costuma levar perigo por meio da velocidade e entradas como elemento surpresa pelo meio-campo.

VEJA TAMBÉM

Cruzmaltino tenta nova formação em confronto da Copa do Brasil; veja provável escalação

Atuação de Martín Silva em Libertad x Grêmio deixa vascaínos com saudade

Oposição do Cruzmaltino rebate declaração de Alberto Valentim: “Não jogue a culpa dos seus fracassos na torcida”