Jogadores e presidente do Atlético-MG são alvo de protesto com pichações e cartazes na sede do clube

Mesmo com a demissão de Levir Culpi, a torcida do Atlético-MG não está nada feliz com o rumo que o clube tem tomado. Em protesto contra o presidente Sérgio Sette Câmara e vários jogadores do elenco, a sede foi pichada e teve uma série de cartazes colados.

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução

O protesto foi feito de maneira silenciosa na madrugada de quinta para sexta-feira e teve como alvo alguns jogadores consagrados e que tinham créditos com a torcida.

Em cartazes com narizes de palhaço, apareceram nomes como Fábio Santos, Elias, e o recém-contratado Igor Rabello, que chegou recentemente do Botafogo. Pedidos de “Fora, Victor” também foram escritos na sede do clube. Outro alvo dos torcedores foi o meio-campista Cazares, muito elogiado no início da temporada.

A torcida do Atlético também utilizou sacos de pipoca durante o protesto e os colocou próximos aos cartazes dos jogadores. Outras reclamações foram sobre os altos salários pagos ao elenco.

Principal alvo
Mesmo com os cartazes contra os jogadores, o principal alvo foi o presidente Sérgio Sette Câmara. A maioria dos cartazes tinham o pedido para a saída do atual mandatário do Atlético, que não se pronunciou sobre o caso.

As imagens circularam em vários grupos de Whatsapp durante a madrugada até a manhã desta sexta.

Reprodução

Reprodução

 

Leia mais:
Rodrygo lamenta não poder ganhar títulos pelo Santos: “quem sabe me mandam uma medalha?”