Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Jornalista peruano resume repercussão do início de Guerrero no Inter: “Por aqui, só se fala dele”

Os 251 dias de espera longe da bola foram diluídos em apenas dois jogos. Com menos de 180 minutos em campo, já que foi substituído no início do segundo tempo contra o Caxias, Paolo Guerrero mostrou com a camisa do Inter que o período afastado não afetou o seu faro de gol e que, de quebra, a torcida e a imprensa peruana têm razão em estarem em estado de euforia.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Montagem sobre imagem de divulgação/Inter e reprodução - jornais

Há quase uma semana, só se fala de Paolo Guerrero no Peru. Capas de jornais, programas de televisão e sites repercutem a todo instante o avassalador início do camisa 9 no novo clube. Já são três gols em dois jogos e um interesse “incomum” vindo do seu país de origem, como revelou o jornalista local Franz Tamayo, do site En el Medio.

Guerrero

Foto: Site Inter

“Antes mesmo da estreia de Paolo no Inter, a imprensa peruana já repercutia como seria o seu dia a dia, sua rotina e se via com muita ansiedade o momento que ele regressasse aos gramados. No primeiro jogo dele, não houve televisionamento no Peru e muita gente perguntava como ver a partida, como acompanhar. Houve muito interesse aqui no Peru pela estreia de Guerrero, mesmo sendo contra o Caxias, uma equipe menos conhecida. Em outros casos o peso da equipe rival poderia importar aos torcedores, mas aqui não. O interessa era por Guerrero e nada mais”, comentou o repórter com exclusividade ao Torcedores.

Relembre a entrevista de Guerrero após a estreia pelo Inter:

Os peruanos já mantêm uma expectativa grande pelo acréscimo de Guerrero à seleção, que estará na Copa América a ser disputada no Brasil – e no grupo brasileiro – no meio do ano. O técnico do Peru, Ricardo Gareca, esteve no Beira-Rio acompanhando o centroavante na vitória colorada por 3×2 sobre o Palestino na última terça.

“Depois do gol de estreia foi impressionante a repercussão, até pelas circunstâncias. Ele dedicou ao gol ao sobrinho que morreu, se mostrou sensível e por aqui os peruanos foram muito calorosos neste sentido. A morte do sobrinho foi algo que marcou a todos. Realmente, não era algo que se esperava uma volta dele dessa maneira. Se antes Paolo era considerado um dos jogadores mais importantes da seleção peruana, assim ele segue e com muito mais influência agora. Especula-se que Inter use reservas contra Alianza Lima aqui no Peru, mas caso Paolo venha, uma homenagem será feita a ele. A repercussão é grande. Capa em todos os diários esportivos em menos de cinco dias. Só se fala de Paolo aqui no Peru e os torcedores esperam que ele chegue bem na Copa América. Não há quem o supra e ninguém pode igualá-lo, e essa também é a opinião dos fãs”, acrescentou Tamayo.

LEIA MAIS:

D’Ale maestro e Sobis “reinando” com a arbitragem: vídeo mostra os minutos finais da vitória do Inter

Guerrero faz dois, coloca Inter na segunda fase da Libertadores e resume: “Esse é o meu trabalho”

Jornalista vê favorecimento ao Grêmio no Gauchão: “Esse campeonato tem cor e não é vermelha”

Ex-dirigente tricolor cutuca Inter e diz que final do Gauchão será entre “Grêmio x Sistema”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram