Jornalistas cobram atitude de Tite após soco de Neymar em torcedor e defendem não convocação para Copa América

A agressão de Neymar a um torcedor do Rennes no último sábado (27), após a derrota nos pênaltis na final da Copa da França, segue repercutindo muito na imprensa nacional e gerando debates sobre a capitania e a presença do camisa 10 na seleção brasileira.

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Alex Pantling/Getty Images

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Muitos jornalistas acreditam que, com a atitude de sábado, Neymar demonstrou não ter condições de carregar a faixa de capitão da seleção brasileira. Além disso, há quem defenda uma punição do técnico Tite ao jogador, lembrando que recentemente o atacante Douglas Costas deixou de ser convocado por cuspir no rosto de um jogador adversário.

De acordo com o jornal francês L’Equipe, segundo os artigos disciplinares que Neymar pode ser enquadrado pela agressão, o brasileiro pode pegar de três a oito jogos de suspensão – lembrando que o PSG ainda terá cinco jogos para disputar até o final da temporada.

VEJA A REPERCUSSÃO DA IMPRENSA SOBRE O CASO:

CARLOS CERETO (SporTV):

— Eu digo não para o Neymar. Está na hora de colocá-lo no cantão. Está na hora do Neymar prestar atenção. Eu não convocaria para a Copa América. Eu daria um tempo no Neymar neste momento.

MARCELO BARRETO (SporTV):

— Se ele cortou o Douglas Costa por conta de uma cusparada, tem que cortar o Neymar por causa de um soco. Eu sei que o momento é muito mais delicado, mas convocar o Neymar agora passa a impressão que ele tem privilégios, que ele pode dar soco enquanto o outro não pode dar cusparada. Por uma questão de coerência, tava na hora de dar um tempinho no Neymar.

BRUNO VICCARI (ESPN Brasil)

— Eu não convocaria. O Felipão não convocou o Romário. A seleção teve o Neymar esse tempo todo e não ganhou. Toda hora é a mesma história, toda hora alguém passando a mão da cabeça. Ele só vai aprender quando levar um não.

— A gente cansa de falar que ele nunca levou um não, a melhor oportunidade é agora. Dá para se virar sem ele. O que não dá é para ficar toda hora na mão dele. Por quê o Douglas Costa pode levar esse “não” e o Neymar não? Ou tem, ou não tem.

EDUARDO MANSUR (SporTV):

— Merecer (a convocação), ele não merece, mas eu convocaria. Você tem um elemento que é a faixa de capitão. Pode-se negociar isso com o Neymar, retirar a faixa dele e sinalizar que algum tipo de espaço ele perdeu.

MILTON NEVES (TV Bandeirantes):

— Tite, tome uma atitude agora e para com essa puxação de saco do Neymar de ser capitão. Capitão de um time é Dunga, é Mauro Ramos de Oliveira, é Ramos Delgado, é Zito, é Carlos Alberto Torres. O capitão é líder, e o Neymar não é líder nem dele, e você para puxar o saco do Neymar coloca ele de capitão. Você está enterrando a nossa seleção. Os árbitros do mundo não gostam dele porque ele é metido. Ele quer humilhar os laterais, os volantes, árbitros e bandeirinhas, e você para puxar saco do neymar, você coloca ele de capitão.

GUSTAVO HOFMAN (ESPN Brasil)

— O Neymar não merece continuar com a braçadeira de capitão da seleção. Não merece. Ele não demonstra atitude para isso e eu não vi nenhuma evolução dele depois da Copa do Mundo em relação a postura de líder do time. Eu já não via antes, agora menos ainda.

— O Neymar não está nenhum pouco preocupado com as críticas. Ele foi forjado dessa maneira. Ele foi moldado como jogador de futebol dessa maneira. Ele é paparicado e tratado como estrela desde a adolescência, então ele cresceu com pessoas ao seu redor falando ‘Não se preocupa. Ignora. Não liga. Você está certo. Vai lá”, e ele se tornou um homem que não se preocupa nenhum pouco com qualquer tipo de crítica.

MAURO BETING (Esporte Interativo):

— Neymar errou como menino que não é mais. O preço de tudo que conquistou na grama, na grana e na fama também se cobra quando um estúpido grava o que o torcedor falou de Buffon, Verrati e demais companheiros de time.

— No estágio de craque e ídolo de Neymar, ele precisa pagar e prestar contas que não são dele. Não é tributo justo. Mas faz parte do combo VIP – escreveu o jornalista em seu blog pessoal no UOL Esporte.

ANDRÉ RIZEK (SporTV):

— A gente nunca vê o Neymar falando que errou. O problema são os jogadores jovens do PSG, não ele. O problema é quem o pune e não as coisas que ele faz para ser punido. O problema era o mundo dizendo que ele caía na Copa e não ele que se jogava. Os problemas são sempre dos outros, nunca dele.

LEIA MAIS:
Milton Neves pede para Tite parar com a ‘puxação de saco’ e questiona Neymar como capitão: “Não é líder nem dele”