Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lionel Messi não faz gol nas quartas da Champions League desde 2013

O argentino Lionel Messi é um dos maiores jogadores da história e possui mais de 650 gols na carreira, sendo vários deles na Liga dos Campeões da UEFA. Entretanto, quando falamos sobre as quartas de final da competição europeia, a situação fica bem diferente.

Robson Teixeira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Messi.com

A última vez que Lionel Messi fez um gol nessa fase da competição foi em 2013, no empate por 2 a 2 contra o PSG-FRA. No jogo da volta, os catalães empataram em 1 a 1 no Camp Nou e avançaram para as semifinais. Nessa fase, contudo, o time enfrentou o Bayern de Munique-ALE e perdeu de 7 a 0 no placar agregado.

LEIA MAIS: Presidente do Barça fala sobre renovação de contrato vitalícia com Messi: “Passou toda sua vida aqui”

Barcelona divulga relacionados para enfrentar o Manchester United; confira

Depois disso, Lionel Messi não fez mais nenhum gol nas quartas da Champions. Entretanto, o argentino ainda conseguiu ser decisivo nas semifinais de 2015. Naquela ocasião, ele fez dois gols na vitória por 3 a 0 contra o Bayern de Munique-ALE no Camp Nou. O Barcelona foi campeão europeu naquela temporada.

Nos últimos três anos, o Barcelona não passou das quartas de final e o argentino jogou bem abaixo do que pode render. Lionel Messi não fez gol no Atlético de Madrid-ESP na temporada 2015-16 e nem na Juventus-ITA em 2016-17. Na temporada passada, o craque também não marcou em nenhum dos dois confrontos contra a Roma-ITA. Em suma, o poder de decisão de La Pulga decaiu bastante nos últimos anos.

Messi terá a chance de acabar com esse jejum amanhã (16), quando o Barcelona recebe o Manchester United-ING pelas quartas de final da UEFA Champions League. Os catalães venceram por 1 a 0 na partida de ida em Old Trafford, gol de Luis Suárez. A partida acontece às 16h, horário de Brasília. Vale lembrar que Lionel Messi foi algoz dos Red Devils em duas finais de Champions League (2009 e 2011). Por isso, esse pode ser um bom adversário para o argentino encerrar o jejum.