Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

MIBR estreia na BLAST Miami com uma derrota e um empate

A MIBR fez os primeiros dois jogos pela BLAST Pro Series Miami nesta sexta-feira (12). Em um dos piores momentos da equipe na história, os brasileiros perderam contra a Natus Vincere e empataram contra a FaZe

Filipe Carbone
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/BLAST Pro Series

Na estreia da competição a MIBR enfrentou a Na’vi na Nuke e não começou bem. Assim como nos últimos jogos, o desempenho da equipe comandada por Gabriel “Fallen” foi muito abaixo. Entretanto, mesmo após demonstrar que iria se recuperar, empatou o segundo mapa. Com a derrota e com o empate os brasileiros estão em 4º lugar na competição.

Com a derrota e o empate os brasileiros chegaram a 10 partidas perdidas, venceram apenas uma e empataram outra. A vitória foi contra a fraca equipe do Panda na StarSeries i-League Season 7. Com isso, são 14 mapas perdidos e apenas quatro conquistados.

A partida contra a FaZe carimbou de vez a péssima fase que a MIBR passa. A equipe fazia uma boa partida na Mirage no lado contra-terrorista, contudo, viu os adversários pontuarem 12 vezes em sequência e abrirem vantagem no mapa. Contudo, é preciso ressaltar que, apesar da má sequência no mapa, os brasileiros se recuperaram para fazer o 15 a 15.

Os confrontos

MIBR 8 vs 16 Natus Vincere

Seguindo com a ousada escolha da Nuke, a MIBR não conseguiu se encontrar na partida. A equipe teve a chance de iniciar bem a partida, já que iniciou de contra-terrorista. Contudo, mostrou que a fase anda ruim de vez.

Os brasileiros viram a equipe do melhor do mundo s1mple sair na vantagem mesmo no lado menos favorito do mapa. Mesmo ganhando os dois primeiros rounds, o time não conseguiu se manter na partida e viu a Natus Vincere virar para 3 a 2.

Mesmo ensaiando uma reação e conseguindo virar a partida novamente, viu a Na’vi disparar no placar. Graças aos três últimos pontos do mapa a vantagem não foi ainda maior para o adversário.

Contudo, a equipe pagou pelo erro de não conseguir fazer um bom lado CT. Todavia, a Na’vi fez isso muito bem. Defendendo os bomb sites, s1mple e companhia só deixaram a MIBR pontuar uma vez como terrorista. Dando uma aula de como jogar de contra-terrorista, a equipe fechou o mapa por 16 a 8.

MIBR 15 vs 15 FaZe

A equipe brasileira começou a partida bem até demais. Como há muito não se via, a MIBR fez os 10 primeiros rounds de forma brilhante. Além de vencer com ampla vantagem, fazia os rounds parecerem fáceis. Com 8 a 2 no placar, tudo indicava para uma partida tranquila.

Entretanto, assim como nos outros jogos, a equipe não conseguiu mais pontuar. Com uma excelente atuação de NiKo, a FaZe começou a se recuperar na partida quando menos se esperava. Sem conseguir deixar a MIBR pontuar, encostaram no placar e fecharam a primeira metade por 8 a 7.

Fazendo ponto atrás de ponto a FaZe se colocou de vez na partida. A equipe pontuou 12 vezes em sequência e afundou de vez os ânimos dos brasileiros, que não conseguiram se encontrar jogando de terrorista. Contudo, Fallen e companhia conseguiram encontrar um round e quebrar a sequência de derrotas.

A MIBR se recuperou de forma milagrosa e mesmo após a sequência de derrotas não se deixou abalar. A partida estava 14 a 13 e era um dos rounds decisivos da partida. Entretanto, a FaZe levou a melhor e ficou a apenas um ponto de fechar o mapa. Contudo, os brasileiros não deixaram a partida encerrar e deixaram a partida 15 a 14. Nessa altura, ou a MIBR fazia o ponto e empatava, ou a FaZe fazia o ponto e vencia.

LEIA MAIS

Luminosity Gaming substitui Rogue na ESL Pro League Season 9

INTZ substitui Luminosity Gaming na DreamHack Rio