Red Bull Brasil assume gestão de Bragantino com cifras milionárias; saiba mais

O Red Bull Brasil á partir de agora assume gestão do time do Bragantino envolvendo cifras milionárias, a estimativa é de que os valores alcancem R$ 45 milhões em 2019 e uma meta de chegar à Série A.

Tathiane Marques
Colaborador do Torcedores

Crédito: Maurício Oliveira

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

O Bragantino agora sendo comandado pelo Red Bull Brasil tem planos de vôos altos, os principais são o de voltar à Série A do Campeonato Brasileiro nesta temporada e o de chegar à Libertadores nos próximos cinco anos.

Nesta terça-feira (23), o projeto foi apresentado em São Paulo e contará com investimentos da multinacional de energéticos.

Os valores não foram revelados, mas de acordo com a apuração do GloboEsporte.com, as cifras são milionárias, chegando a cerca de R$ 45 milhões, e a promessa é de que esse valor subirá para R$ 200 milhões anuais quando o clube alcançar a primeira divisão.

Veja os PROGNÓSTICOS dos especialistas para os jogos da semana

Fazendo um breve comparativo, os números chegam próximo a receitas de grandes clubes brasileiros, como por exemplo o Santos que em 2018 foram de R$ 217 milhões.

Em relação a folha salarial, o Bragantino ganhará um UP de cinco vezes na Série B, indo de 400 mil para dois milhões de reais.

Segundo o acordo entre as partes, acontecerá no próximo ano uma alteração no nome do clube, que passará a se chamar “RED BULL BRAGANTINO”.

Temos a vontade de subir esse ano, classificar (depois) para a Sul-Americana e chegar à Libertadores. O Bragantino será o quinto clube do estado de São Paulo – afirmou Marcos Chedid, que permanece como presidente do Bragantino, em referência aos quatro grandes, Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo.”

Marcos Chedid terá uma função mais de consultoria, já que no projeto a empresa ficara responsável diretamente pela administração do futebol e todo financiamento que o envolve.

“É um contrato de gestão do departamento de futebol, que passa a ser já uma responsabilidade integral nossa. O acordo prevê no decorrer dos próximos anos compromisso de investimento para que a equipe seja mais forte e competitiva – afirmou Thiago Scuro, CEO do RB Brasil, que não comentou sobre as cifras envolvidas no projeto.”

É um contrato de dez anos, período estimado para a empresa assumir o controle total do clube.

Thiago Scuro, CEO do Red Bull Brasil, deu garantias de que o time não deixará a cidade de Bragança Paulista, que as cores continuarão as mesmas, o preto e o branco e que o estádio manterá o nome de Nabi Abi Chedid, histórico dirigente do clube que foi campeão paulista em 1990 e vice do Brasileiro no ano seguinte.

LEIA MAIS

GAME DAS OLIMPÍADAS DE TÓQUIO 2020 GANHA DATA OFICIAL DE LANÇAMENTO