Santos 107 anos: os títulos mais importantes da história do alvinegro

Oito Campeonatos Brasileiro, três Libertadores, dois Mundiais de Clubes, uma Copa do Brasil, 22 Campeonatos Paulista. Durante seus 107 anos, o Santos se acostumou a ser um clube vencedor e cheio de títulos, conquistando o Brasil, a América e o mundo. De Pelé a Neymar, taças foram sendo enfileiradas, o que torna difícil listar apenas algumas como as mais importantes.

Paulo Silva
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Divulgação/Twitter Santos

Entretanto, se tratando do peso da conquista e de o quanto esses títulos foram importantes para a história do Santos, relembre algumas das conquistas históricas do clube:

Copa Libertadores 1962 

O Santos chegou ao topo da América pela primeira vez, sendo também o primeiro clube brasileiro a conquistar a Copa Libertadores. Vencendo o já duas vezes campeão Peñarol na grande decisão, o time de Pelé começou a expandir seu número de títulos.

Mundial 1962

A decisão para conquistar o mundo do futebol foi contra o Benfica de Eusébio, que havia derrubado o Real Madrid na grande final da Champions League. Vencendo a ida e volta, por 3 a 2 e 5 a 2, respectivamente, o Santos colocou o mundo aos seus pés pela primeira vez.

Copa Libertadores 1963

Novamente a América estava rendida ao talento de Pelé, Pepe, Coutinho e Dorval. Pelo caminho, Botafogo e Boca Juniors ficaram para trás.

Mundial 1963 

O Milan venceu o Benfica na final da Champions League e foi o adversário do Santos no Mundial, mas também não foi páreo. Os italianos até venceram o primeiro jogo por 4 a 2, mas o alvinegro da Vila Belmiro impôs um 4 a 2 como resposta e forçou um terceiro jogo, no qual venceu por 1 a 0.

Campeonato Brasileiro 2002 

Totalmente fora do contexto dos dias de glórias, o Santos vivia tempos sombrios. Sem conquistar um título de grande expressão há 18 anos, o clube estava sem dinheiro, sem estrutura e sem um elenco compatível com sua história.

Emerson Leão chegou para o comando técnico e assumiu uma tradição do clube: deixar o jogo nas mãos dos garotos da base. O Brasil conheceu os “meninos da vila” na sua essência, com Robinho e Diego comandando um time leve e que encantou o país.

Diante de grandes adversários como São Paulo, Grêmio e Corinthians na grande final, o alvinegro praiano surpreendeu a todos e voltou aos caminhos dos tempos de glória com o título do Brasileirão de 2002. Oito pedaladas e a ressurreição de um gigante.

Copa Libertadores 2011

O título que consagrou a geração de Neymar. E quem disse que o raio não cai mais de duas vezes em um lugar? Mais um talento raro foi revelado pelo Santos, e como coroação de mais uma geração de meninos da vila veio o tri da Copa Libertadores. Novamente derrotando o Peñarol, o peixe voltou ao topo da América depois de 48 anos.

LEIA MAIS:

Com Pelé e mais cinco brasileiros, veja a lista dos jogadores com mais gols de falta na história

“Parece que não tem o problema de Vinicius Jr.”, veja repercussão dos jornais de Madrid com golaço de Rodrygo