Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Técnico Wendel Freitas avalia fase final da preparação da Lusa para o Paulista Sub-20

Treinador lusitano destaca novos desafios com a equipe e comentou junto ao Rubro-verde Mídia, um pouco mais sobre a fase final da pré-temporada antes da estreia no Campeonato Paulista da categoria. A Portuguesa enfrenta o Taubaté, pela primeira rodada do torneio no dia 13 de Abril.

Kayque Dias
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito/foto: Ronaldo Barreto/Portuguesa.

Após praticamente dois meses de preparação para o Campeonato Paulista sub-20, o técnico Wendel Freitas ajusta os últimos detalhes antes da estreia na competição, diante do Taubaté, no próximo dia 13. O comandante rubro-verde conta com 13 baixas na equipe que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no início do ano.

Apenas um atleta permanece na equipe titular em relação à Copinha. O atacante Marques é o único remanescente do time que disputou a Copa São Paulo no início do ano, isso porquê os demais jogadores ou foram integrados ao elenco profissional, ou deixaram o clube, como é o caso do meio-campista Lucca e do lateral-esquerdo Rickson.

O plantel lusitano realizou neste período de preparação, entre 10 e 12 amistosos, contra equipes que jogarão a quarta divisão do Campeonato Paulista (Sub-23) e times sub-20. A Lusa está invicta nos amistosos, o último, diante do Audax, foi vencido por 2×0. Nesta sexta-feira (05), a Portuguesa fará seu último amistoso antes da estreia no Paulista, diante do São Paulo, em Cotia/SP.

O técnico da equipe do Canindé concedeu entrevista exclusiva ao Rubro-verde Mídia e comentou sobre a pré-temporada da Lusa e a expectativa para o Paulista; confira abaixo.

Rubro-verde Mídia: Os jogadores 99 estão nos planos para o Paulista?

Wendel Freitas: “Os jogadores que são 99 fazem parte dos planos desde que joguem bem. Porém a maioria dos jogadores não desceram. Estou trabalhando com aqueles que eu já tenho, que é o: Gegê (Zagueiro) e o Matheus “Salsicha” (Goleiro) que será emprestado. Mas pretendo usar os jogadores que estão no último ano, até porque o primeiro objetivo é classificar e vamos repetir aquilo que fizemos no ano passado, quando usamos o Cesinha, o Vilares, que eram os jogadores que estavam no último ano para mesclar um pouco com essa molecada que subiu do sub-17.”

O técnico Wendel Freitas frisou as perdas do goleiro Matheus Refundini (goleiro que possui vínculo profissional com o clube e é o terceiro goleiro da Portuguesa), que será emprestado junto ao Botafogo-SP, e também lamentou a perda do atacante Allanzinho que deixou o clube na última semana.

Rubro-verde Mídia: O que dá para avaliar desses amistosos que foram feitos? E na sua opinião, você acredita que dá para manter o mesmo padrão de jogo que vinha sendo executado, mesmo com todas essas perdas?

Wendel Freitas: “Com certeza! A evolução da equipe foi notória nesses amistosos, o time fez bons jogos contra equipes que vão jogar a Bezinha (Paulista 4ª divisão) e com a própria equipe profissional da Portuguesa, mesmo com várias perdas, nossa equipe continua agressiva, fazendo uma marcação alta, jogando pelas beiradas, fazendo transições rápidas e jogando sem a bola. Então a cada amistoso, a equipe foi melhorando e a evolução do time é muito satisfatória. Estamos com uma equipe muito jovem, a maioria é 2001, provavelmente essa será a equipe da Taça São Paulo do ano que vem, e o time vai chegar muito bem preparado na competição, pois esses meninos vão pegar “cancha” e experiência com o campeonato.”

Rubro-verde Mídia: Na fase final da primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista, o técnico da equipe profissional, Vica, observou vários garotos da base, inclusive alguns foram titulares e outros, como o volante Tássio, que está aí com você, foi testado no time profissional. Na sua visão, o quanto esse time pode render ao profissional no futuro?

Wendel Freitas: “Tem que ter sequência! Chegando alguns profissionais mais velhos e mesclando com essa molecada. Um clube grande e forte se faz com a base. O principal é dar oportunidade, colocar os jovens para jogar e não ter medo, mas com certeza esse time vai render bons frutos. Eles já estão acostumados, é só não ter medo e colocar para jogar.”

Rubro-verde Mídia: Qual foi o maior desafio que você enfrentou nessa preparação para o Paulista? E o que o torcedor pode esperar do time?

Wendel Freitas: “O maior desafio é conscientizar a grandeza da Portuguesa para esses meninos que estão subindo do sub-17. Colocar neles um espírito de competição visando sempre ganhar e conquistar títulos para recolocar a Portuguesa como uma equipe que joga brigando por títulos e não apenas para participar. Esse é um dos maiores desafios que eu tenho. Diariamente eu prego isso aos jogadores, porque isso é que faz um time ser campeão. E o torcedor pode esperar um time aguerrido, comprometido, apaixonado pela Portuguesa, valorizando essa camisa que a gente tanto ama e gosta, vamos entrar em todos os jogos como se fosse uma final para chegar nas cabeças e novamente brigar por títulos. Disso o torcedor pode ter certeza que vamos fazer.” – Finalizou Wendel.

A Portuguesa estreia no Campeonato Paulista contra o Taubaté, em casa, no próximo dia 13/04 (sábado), às 15:00. A Lusa está no grupo 3 da competição, com: Bragantino, Juventus-SP, Primavera-SP, Taubaté, Guarani, Nacional-SP e RB Brasil.

LEIA MAIS:
Em ritmo de preparação para o Paulista sub-20, técnico Wendel Freitas destaca qualidade do elenco
Lusa faz jogo apagado, perde para o Santo André e não avança para o mata-mata