Em entrevista, Campello afirma que mudança do local de Vasco x Flamengo aconteceu por economia

Vasco x Flamengo será o jogo de ida da final do Campeonato Carioca. A partida acontece no próximo domingo (14), às 16h (Horário de Brasília), no estádio Nilton Santos. A escolha do local da primeira partida decisiva gerou uma imensa polêmica. Após a definição da gestão compartilhada do Jornalista Mário Filho, popularmente conhecido como Maracanã, entre Flamengo e Fluminense, o clube cruzmaltino reclamou. Para muitos, essa seria a principal motivação para mandar o jogo para a cancha localizada no bairro de Engenho de Dentro. Em entrevista ao repórter Davi Barros, do portal Globoesporte.com, porém, o presidente do clube, Alexandre Campello, dá mais motivos.

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Vasco.com.br/Reprodução

O mandatário cruzmaltino não esconde que ficar de fora do projeto de gestão compartilhada pesou na escolha, todavia. Mas Alexandre Campello traz um número para a equação. Fazer um Vasco x Flamengo no Nilton Santos sai muito mais em conta que um no Maracanã, certamente. Para um clube com dificuldades financeira, tal economia é muito bem-vinda, decerto.

Veja os PROGNÓSTICOS dos especialistas para os jogos da semana

O time cruzmaltino deve ter custos cerca de R$ 500 mil menores com a mudança da sede, afinal. Tudo isso foi acordado com a própria diretoria do Botafogo, dona do Nilton Santos. A concessionária que gere atualmente o Maracanã afirmou que, no caso do Vasco x Flamengo decisivo, a tendência era que o aluguel fosse cerca de R$ 150 mil mais caro por conta do caráter decisivo da peleja. A estimativa da diretoria cruzmaltina afirma que os gastos ficariam em torno dos R$ 1,1 milhão. Na cancha botafoguense, os débitos devem ser em torno dos R$ 500 mil – menos da metade. Dessa maneira, enfim, o Clássico dos Milhões no novo estádio faz todo sentido.

LEIA MAIS
Artilheiro do Vasco na Taça Guanabara deve renovar contrato até 2023
Conselheiros do Vasco assinam carta de repúdio contra homenagem às vítimas do Ninho do Urubu: “Gesto demagógico”
Vasco apresenta plano social e e popular de sócio-torcedor com mensalidade de R$ 8